Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P diz que taxa de falências de empresas europeias aumentará este ano

Agência de "rating" prevê mais incumprimentos em 2012 para as empresas do Velho Continente. Já ontem a Moody’s advertia para mais falências de PME em Portugal, Espanha, Itália e Grécia este ano.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 12:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
As taxas de incumprimento da dívida por parte das empresas europeias deverão aumentar em 2012, à medida que se for registando uma maior contracção das economias e que os bancos forem apertando ainda mais a concessão de crédito, prevê a agência de notação financeira Standard & Poor’s.

Cerca de 6,1% das empresas europeias cujos “ratings” estejam no “lixo” deverão entrar em “default” este ano, sublinhou a agência num relatório divulgado hoje em Frankfurt e citado pela Bloomberg. Esta taxa compara com a de 3,1% do quarto trimestre de 2011.

A agência salientou que um total de 69 mil milhões de euros de dívida corporativa actualmente em “lixo” (abaixo do grau de investimento, ou seja, notada em grau especulativo) irá chegar à maturidade no decurso dos próximos dois anos na Europa.

O número de empresas que poderá entrar em incumprimento este ano na Europa poderá ascender a 41, contra 34 empresas que incumpriram no pagamento de 19,5 mil milhões de euros de dívida no ano passado, acrescentou a Standard & Poor’s.

Recorde-se que ontem a Moody’s previu mais falências de empresas em Portugal, Espanha, Itália e Grécia em 2012.

A agência de notação financeira sublinhou que Portugal, Espanha, Itália e Grécia estarão em recessão este ano e que, neste contexto de contracção económica, será de esperar que haja um aumento das falências das pequenas e médias empresas nos quatro países.
Ver comentários
Saber mais S&P ratings agência Zona Euro falências empresas
Mais lidas
Outras Notícias