Banca & Finanças Santander aumenta quota para 14,5% após aquisição do Banif

Santander aumenta quota para 14,5% após aquisição do Banif

O banco espanhol passa a ser a segunda instituição financeira privada em Portugal, aumentando a sua quota de mercado no país em 2,5 pontos percentuais. Potenciais litígios ficam de fora do negócio.
Santander aumenta quota para 14,5% após aquisição do Banif
Nuno Carregueiro 21 de dezembro de 2015 às 09:09

O Santander Totta anunciou em comunicado, emitido esta manhã ao mercado, que vai aumentar a sua quota de mercado em Portugal para 14,5%, um incremento de dois pontos percentuais, depois de ter acordado a compra de parte dos activos e passivos do Banif.

"Com o objectivo de dar continuidade à actividade do Banco Internacional do Funchal (Banif) e salvaguardar os interesses dos seus clientes, o Banco de Portugal, enquanto autoridade de resolução, decidiu ontem adjudicar uma parte substancial do negócio do Banco Banif ao Banco Santander Totta", refere o comunicado, salientando que "esta adjudicação implica que, a partir de hoje, negócios e os balcões do Banco Banif passam a fazer parte do Santander Totta".

O negócio foi anunciado na noite de domingo pelo Banco de Portugal, que no âmbito da resolução aplicada ao Banif, decidiu vender os activos saudáveis da instituição ao Santander Totta. Os activos problemáticos serão transferidos para um outro veículo. No âmbito desta medida de resolução, o Estado vai ter que mobilizar 2.225 milhões de euros, dos quais 489 milhões pelo Fundo de Resolução e 1.766 milhões através de injecção directa do Estado.

 

No comunicado ao mercado, o banco liderado por António Vieira Monteiro (na foto) salienta que este negócios permite à instituição tornar-se na segunda entidade financeira privada do país, ficando agora apenas atrás do Banco Comercial Português.

 

O Banif tem uma rede de 150 balcões que servem 400 mil clientes, sendo que adiciona ao Santander Totta um total de 6.000 milhões de euros em depósitos e 5.500 milhões de euros em créditos. O que permite ao banco elevar a sua quota de mercado de 12% para 14,5%.      

Litígios ficam no Banif   

 

O Santander Totta não detalha os activos e passivos que adquiriu do Banif, afirmando que se trata "de uma parte substancial (negócio da banca comercial)" e que os activos e passivos são transferidos "devidamente provisionados".

 

O banco espanhol ressalva que os outros activos e passivos ficam no Banco Banif, "que é a entidade responsável pelos litígios que derivam da sua actividade no passado, pela liquidação e venda ordenada".   

 

O Santander assinala que a aquisição do Banif tem um impacto "imaterial no capital do Santander e ligeiramente positivo nos resultados a partir do primeiro ano"

 

Para a presidente do Banco Santander, Ana Botín, "a aquisição do Banco Banif é mais uma demonstração da aposta do Banco Santander em Portugal, um dos principais países do Grupo".

 

Numa comunicação interna que é parcialmente integrada no comunicado do Santander Totta,  Botín assinala que "estamos totalmente comprometidos com o desenvolvimento económico de Portugal e vamos colocar todas as nossas capacidades no apoio ao progresso das pessoas e das empresas nas comunidades em que desenvolvemos as nossas actividades".

 

(notícia actualizada às 9:15 com mais informação)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI