Banca & Finanças Santander não é mesmo dono da sede do ex-Banif

Santander não é mesmo dono da sede do ex-Banif

O Santander Totta detém 20% do fundo que controla imóveis onde estão balcões do antigo Banif. Quase metade do fundo está nas mãos do Estado através da Oitante. O restante é detido por outros investidores.
Santander não é mesmo dono da sede do ex-Banif
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 26 de abril de 2016 às 10:56

O Santander Totta não é mesmo o dono da sede do antigo Banif, na avenida José Malhoa, em Lisboa. A confirmação veio do vice-governador do Banco de Portugal José Berberan Ramalho (ao centro na foto) depois de várias notícias que davam conta desse facto.

"Os imóveis eram detidos pelo fundo de investimento especial chamado Banif Property, que era gerido pela Banif Gestão de Activos", começou por explicar Berberan Ramalho na audição desta terça-feira, 26 de Abril, na comissão de inquérito ao Banif.

Questionado sobre o tema pelo deputado centrista João Almeida, o vice-governador explicou que o valor total de activos incluídos nesse fundo era de 102 milhões de euros, sendo que a "maior parte" dos imóveis estava arrendada a entidades do antigo Banif. Uma delas era a sede.

O Banif, em base individual (a parte bancária tradicional) detinha apenas 20% do fundo. Outros 49% estavam na posse de entidades do grupo. O resto estava disperso por "outros investidores".

A resolução do Banif manteve esta divisão: o Santander, que ficou com o Banif, manteve 20% do fundo. Os outros 49% transitaram para a Oitante, o veículo de gestão de activos que o Totta não quis, e "os restantes ficaram dispersos por investidores".

"Neste momento, o Santander tem 20% deste fundo que tem um conjunto de agências, incluindo a sede", sintetizou José Berberan Ramalho.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI