Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santander quer colocar 20% da unidade inglesa em bolsa

Lucros da operação deverão servir para comprar sucursais do Royal Bank of Scotland

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 22 de Julho de 2010 às 10:42
O banco Santander está a pensar colocar, no Outono, 20% da sua divisão inglesa na bolsa de Londres, sendo de esperar ganhos de 3 mil milhões de libras, pouco menos de 3,6 mil milhões de euros.

Segundo avança o Financial Times, o valor é necessário para cumprir a compra de 318 unidades bancárias do Royal Bank of Scotland, depois das aquisições no Reino Unido do Abbey, da Alliance & Leicester e ainda de partes do Bradford & Bingley.


O analista da Société Générale ouvido pela publicação, Patrick Lee, defende que o banco “tem necessariamente de aumentar capital se continuar a política expansionista de compras”, já que garante que não vê a instituição espanhola a fazer o negócio inglês “sem aumentar capital”.

Os analistas citados pelo Financial Times dizem mesmo que é esperado que os investidores apoiem a operação liderada pela instituição espanhola na bolsa do Reino Unido. Tal deve-se ao facto de o número de acções bancárias britânicas para os investidores negociarem estar mais pequeno e também porque a divisão inglesa é uma das mais fortes do Santander.

No entanto, são avançadas alternativas para o caso de o processo não ir em frente, sendo que a principal é o uso da retenção de lucros. As fontes citadas pela publicação britânica esperam que, no fim de 2011, o Santander acumule 10 mil milhões de euros nesse indicador, e é nessa altura que o negócio deverá estar concluído.

É um valor que deverá ser suficiente para o objectivo indicado, pois a compra das 180 sucursais do banco britânico deverá ficar-se entre os 1,5 e os 1,8 mil milhões de libras, respectivamente 1,8 e 2,1 mil milhões de euros.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio