Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sector bancário islandês pode enfrentar nova onda de falências

Alguns dos maiores bancos do país podem perder cerca de 4,3 mil milhões de dólares, um terço de toda a economia da Islândia.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 08:56
  • Partilhar artigo
  • ...
Tudo porque no passado dia 16 de Junho, o Supremo Tribunal do país decidiu banir todos os empréstimos indexados a moedas estrangeiras.

Esta situação pode por em causa a saúde financeira de alguns bancos islandeses e reduzir os seus capitais para níveis inferiores ao limite mínimo exigido por lei, afirma Gunnar Andersen, presidente do supervisor financeiro do país.

"Demos aos bancos um prazo para fazerem os seus ajustamentos. Esse tempo poderia ter sido usado para vender activos ou realizar aumentos de capital. Sem isso, arriscam-se a perder as suas licenças", avança Gunnar Andersen, citado pela agência Bloomberg.

O governo islandês já afirmou que uma nova onda de falências poderá representar um "severo revês" para as finanças do país. Recorde-se que a Islândia precisou de recorrer à ajuda do Fundo Monetário Internacional, tendo solicitado um empréstimo de 4,6 mil milhões de dólares.

A crise financeira islandesa foi agravada por empréstimos pedidos pelos bancos em moedas estrangeiras, como o iene e o franco suíço, para tirar vantagem das baixas taxas de juro. Estes empréstimos eram depois convertidos na moeda islandesa e concedidos aos clientes.

Os problemas agravaram-se quando a coroa islandesa começou a perder valor face às moedas estrangeiras. Neste momento, os bancos têm 900 mil milhões de coroas islandesas em empréstimos em moeda estrangeira e poderão ter que amortizar entre 40% a 60% do seu valor.

Ver comentários
Outras Notícias