Banca & Finanças Sérgio Monteiro: "Considero-me impedido de trabalhar para a Lone Star"

Sérgio Monteiro: "Considero-me impedido de trabalhar para a Lone Star"

Sérgio Monteiro garante que não trabalhará para a Lone Star nem para o Novo Banco depois de concluído o processo de venda. "Considero-me eticamente impedido de trabalhar ou ter qualquer relação profissional com o comprador", sublinhou. 
Sérgio Monteiro: "Considero-me impedido de trabalhar para a Lone Star"
Miguel Baltazar/Negócios
Maria João Gago 23 de maio de 2017 às 19:39

O coordenador operacional da venda do Novo Banco garante que não trabalhará para a Lone Star, nem para a instituição financeira, depois de o processo de venda estar concluído. 

 

"Considero-me eticamente impedido de trabalhar ou ter qualquer relação profissional com o comprador", frisou Sérgio Monteiro em resposta às perguntas do deputado do PCP, Miguel Tiago. O responsável admitiu não haver impedimentos legais à sua contratação pela Lone Star, mas garante que nunca aceitaria um eventual convite nesse sentido. 

Sérgio Monteiro desmentiu assim informação que chegou a apontá-lo como futuro vice-presidente do Novo Banco. "Quando essa notícia saiu, estava em Frankfurt e continuei a fazer o meu trabalho", adiantou. 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI