Banca & Finanças Stock da Cunha: Novo Banco avança "nos próximos dias" com solução para clientes emigrantes

Stock da Cunha: Novo Banco avança "nos próximos dias" com solução para clientes emigrantes

Os clientes não residentes do Novo Banco que têm aplicações bloqueadas em veículos que investiam em dívida do BES receberão em breve uma posposta. "Vamos resolver este problema nos próximos dias", garantiu Stock da Cunha.
Stock da Cunha: Novo Banco avança "nos próximos dias" com solução para clientes emigrantes
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 26 de fevereiro de 2015 às 15:21

"Os emigrantes nossos clientes não têm uma importância menor porque fazem menos barulho. Vamos resolver este problema nos próximos dias e vamos anunciar uma solução e propô-la aos clientes", revelou o presidente do Novo Banco, Eduardo Stock da Cunha, num almoço promovido pelo American Club.

 

Em causa estão cerca de 8.000 clientes do Novo Banco que não residem em Portugal e que subscreveram acções preferenciais de veículos criados para ajudarem, primeiro o Grupo Espírito Santo, e depois o Banco Espírito Santo a financiar-se. Os veículos em causa eram o Poupança Plus, Euroaforro e Top Renda.

 

A 10 de Fevereiro o presidente do Novo Banco já tinha referido que estava a ser procurada uma solução para os clientes que investiram 800 milhões de euros em produtos estruturados no BES.

 

Além destas aplicações, estão por resolver os investimentos de 2.500 clientes em papel comercial do grupo Espírito Santo.

 

O novo banco já encontrou uma solução para as aplicações dos clientes das chamadas séries comerciais e gestão de carteiras, que eram uma forma de investir em obrigações seniores não subordinadas. Em causa estão entre 7.000 e 8.000 clientes com aplicações de 1.300 a 1.400 milhões, tendo já sido resolvidas cerca de 95% das situações. 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI