Banca & Finanças Supervisores impedidos de ter acções de empresas reguladas
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Supervisores impedidos de ter acções de empresas reguladas

O Governo quer apertar a malha das incompatibilidades e conflitos de interesses dos supervisores financeiros. Os administradores do Banco de Portugal, Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) vão deixar de poder ter acções de empresas alvo da sua supervisão, apurou o Negócios.
Supervisores impedidos de ter acções de empresas reguladas
Miguel Baltazar/Negócios
Margarida Peixoto 16 de julho de 2018 às 23:17

A intenção do Executivo é determinar que os supervisores ficam impedidos de ter, seja directa ou indirectamente, participações sociais, interesses económicos ou direitos de voto em entidades alvo da sua supervisã

)

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 22:00
Saiba mais
pub