Banca & Finanças Tomás Correia exige aumento da sua pensão

Tomás Correia exige aumento da sua pensão

O ex-líder do Montepio recebe 14.300 euros de pensão mensal, mas recorreu para tribunal para aumentar o valor, segundo o Correio da Manhã.
Tomás Correia exige aumento da sua pensão
Negócios 16 de fevereiro de 2020 às 10:32

Tomás Correia, que em dezembrou saiu da mutualista Montepio, foi para tribunal contra a Caixa Geral de Aposentações, pretendendo que a sua pensão seja recalculada, noticia este domingo o Correio da Manhã

Este responsável recebe uma pensão de 14.300 euros por mês, mas Tomás Correia, segundo conta o jornal, considera que deveria receber mais por ter integrado a administração da Caixa Geral de Depósitos. Tomás Correia esteve no banco público entre 1996 e 2003.


Quando se aposentou foi-lhe fixada uma pensão no valor de 14.300 euros, mas, em 2011, os cortes das pensões impostos pela troika levaram a que a reforma ficasse nos 11 mil euros por mês. O banqueiro contestou esta redução e, entretanto, voltou a receber os 14.300 euros por mês. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI