Banca & Finanças Ulrich e Faria de Oliveira na sede do PS para debater banca

Ulrich e Faria de Oliveira na sede do PS para debater banca

O encontro está marcado para esta terça-feira no Largo do Rato, em Lisboa. "O sector bancário em Portugal: Banca e Economia - desunião de facto?" é o tema em discussão.
Ulrich e Faria de Oliveira na sede do PS para debater banca
Miguel Baltazar
Lusa 02 de maio de 2016 às 11:58
O PS organiza na terça-feira uma conferência sobre o sector bancário, com a presença, entre outros, de Fernando Ulrich, Carlos Costa Pina ou Faria de Oliveira, estando o encerramento a cargo da secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes.

A conferência está marcada para as 18:00, na sede nacional do partido, no Largo do Rato (Lisboa), e será uma das três que o PS organizará antes do Congresso do início de Junho com o objectivo de "abrir as portas ao exterior" e "apelar à participação das pessoas em temas que as preocupam", segundo explicou à Lusa fonte socialista.

A conferência de terça-feira tem por tema "O sector bancário em Portugal: Banca e Economia - desunião de facto?" e pretende reflectir sobre questões como a concentração bancária ou o financiamento da economia.

"Nos últimos anos, o debate sobre os bancos tem-se centrado sobretudo no tema da capitalização do sector. Sendo uma condição necessária para a existência de bancos saudáveis, não é seguramente uma condição suficiente, porque os bancos têm de ser simultaneamente viáveis e úteis", sublinha o PS, na nota de apresentação da conferência.

Para os socialistas, depois do programa de ajuda externa, "a banca portuguesa está seguramente mais capitalizada, mas parece longe de estar estável", e sublinham que "o novo enquadramento regulatório, as taxas de juro negativas, o volume crédito malparado, a baixa rentabilidade dos activos" são factores que colocam os bancos sobre pressão.

"Como podem os bancos adaptar-se a este novo ambiente? Existe alguma pressão para a concentração bancária? Qual o impacto nas condições de financiamento da economia portuguesa? Será que a viabilidade dos bancos tem de ser feita à custa da economia, com crédito mais caro e mais escasso? Que políticas podem ser implementadas para mitigar esse efeito? O que pode ser feito do lado dos bancos? E do lado das empresas?" são algumas das questões sobre as quais o PS pretende reflectir na conferência de terça-feira.

O primeiro painel, sobre "Desafios presentes no sector bancário: os bancos e a sua vitalidade", terá como oradores Fernando Ulrich, presidente da Comissão Executiva do Conselho de Administração do BPI, Carlos Costa Pina, membro do Conselho de Administração e da Comissão Executiva da Galp Energia, e Eurico Brilhante Dias, deputado socialista e relator da Comissão de Inquérito ao caso Banif.

O segundo painel terá como tema "Financiamento da economia portuguesa: os bancos e a sua utilidade" e contará a participação de Luís Filipe Costa, membro do Conselho de Administração do Montepio Investimento, José António Barros, responsável pela Unidade de Missão para a Recapitalização de Empresas, e Fernando Faria de Oliveira, presidente da direcção da Associação Portuguesa de Bancos.

A moderação estará a cargo do deputado socialista João Galamba e a conferência será encerrada pela secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes.

Antes do Congresso do partido, marcado para 3, 4 e 5 de Junho, em Lisboa, o PS irá organizar outras duas conferências deste género, uma dedicada ao tema da precariedade e outra aos refugiados.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI