Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ulrich: "Não entendo como se mantém a Caixa castrada" do jogo de consolidação na banca

Fernando Ulrich não quis comentar a rapidez de resposta da CGD à OPA sobre a Cimpor, considerando que este "história vem torta há muito tempo". O CEO do BPI diz também não entender porque é que não se abre a possibilidade da Caixa entrar na consolidação do sector.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 19:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Questionado sobre o facto de a CGD ter demorado a responder à OPA lançada pela Camargo Corrêa à Cimpor em 26 minutos, Fernando Ulrich disse: “Não vou fazer comentários. Essa é uma história que vem torta desde há muito tempo. De cada vez que me falam da CGD…”

“É cada vez mais urgente abrir o capital do banco para que a Caixa esteja sujeita às mesmas regras que os outros bancos, nomeadamente em termos de governação. [E é cada vez mais urgente] dar-lhe a possibilidade de poder jogar na consolidação” bancária.

“Não entendo como se mantém a Caixa castrada desse direito” Não estando cotada “a Caixa não tem moeda própria”, ou seja não pode usar as suas acções para entrar em processo de consolidação. Para isso teria de fazer aquisições, “com dinheiro do Estado”.

“A estratégia que sido seguida para a CGD não tem nenhum sentido. E que vai acontecendo na Caixa só prova a minha convicção”, acrescentou.
Ver comentários
Saber mais Fernando Ulrich CGD Caixa banca consolidação da banca
Outras Notícias