Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Venda de imobiliário ligado ao Novo Banco rende mais de 50 milhões

A Aguirre Newman intermediou a venda à Finangeste e investidores internacionais de vários edifícios em oito concelhos do país, incluindo Lisboa, onde alienou o número 50 da Rua Castilho.

DR
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 04 de Setembro de 2017 às 12:35
A GNB-Gestão de Activos, do universo Novo Banco, vendeu um conjunto de activos imobiliários à Finangeste e a investidores internacionais, uma operação que proporcionou um encaixe superior a 50 milhões de euros.

A alienação, feita através da Aguirre Newman, compreende edifícios com uma área de 35 mil metros quadrados, incluindo dez edifícios e cinco fracções autónomas em oito concelhos do país: Lisboa, Oeiras, Sintra, Almada, Tomar, Caldas da Rainha, Matosinhos e Funchal.

Um dos edifícios é o da Rua Castilho, 50, no centro de Lisboa, de acordo com o comunicado da consultora imobiliária. O edifício vendido em Oeiras tem cerca de 6.000 metros quadrados.

O Negócios sabe que a venda em causa faz parte de um portefólio maior, avaliado em 250 milhões de euros, e que nos próximos três meses poderá haver novas vendas de património detidas pelos fundos da GNB-Gestão de activos.

Além da venda destes activos imobiliários, o Novo Banco esperava no início do mês por autorizações para a venda da sucursal na Venezuela e tinha à venda a GNB Seguros Vida e o Banco Internacional de Cabo Verde, além do BES Vénétie.
Ver comentários
Saber mais Novo Banco Aguirre Newman imobiliário
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio