Comércio Amazon sobe ordenado mínimo para funcionários nos EUA

Amazon sobe ordenado mínimo para funcionários nos EUA

A Amazon tem estado debaixo de fogo pelos valores que paga aos seus trabalhadores. agora, a emprega junta-se a outros gigantes americanos na iniciativa de aumentar o ordenado mínimo.
Amazon sobe ordenado mínimo para funcionários nos EUA
Reuters
Negócios 02 de outubro de 2018 às 12:31

A Amazon vai aumentar o ordenado mínimo dos seus trabalhadores para 15 dólares por hora, já a partir do próximo mês.

A medida vai afectar mais de 250 mil funcionários, incluindo aqueles em regime de part-time e com vínculos temporários. A estes acrescem mais 100 mil trabalhadores sazonais. Por fim, parte dos empregados que já auferiam 15 euros por hora de trabalho vão também receber um aumento. O valor que será agora substituído pelos 15 dólares não foi contudo revelado.

Os salários praticados pela Amazon têm sido criticados, e deram mesmo azo a uma iniciativa legislativa que quer taxar as empresas por cada dólar que os seus trabalhadores recebam de cuidados de saúde ou ajudas de alimentação cedidas pelo Estado. Bernie Sanders lidera a iniciativa.

"Estamos entusiasmados acerca desta mudança e encorajamos os nossos concorrentes e outros grandes empregadores a juntarem-se a nós (nesta política)", escreveu Bezos em comunicado, citado pela CNBC.

Este apelo chega oito meses depois da retalhista Target ter anunciado o mesmo aumento, mas que ficará efectivo apenas em 2020. Também a cadeia Walmart avançou em Janeiro com uma subida do salário mínimo dos seus trabalhadores para 11 dólares por hora.

Estas medidas são lançadas numa altura em que a empresa se prepara para a época festiva, na qual a Amazon tem por hábito contratar reforços.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI