Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dona da Tabaqueira diz que cigarros vão começar a desaparecer em 10 anos

A fabricante das marcas Marlboro e Chesterfield tem dito que vê um futuro livre de cigarros, e agora começou a revelar um cronograma concreto.

Reuters
Bloomberg 04 de Julho de 2020 às 19:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A Philip Morris International assinala que os cigarros podem começar a tornar-se obsoletos dentro de uma década em alguns mercados, à medida que os fumadores procuram produtos alternativos à nicotina.

"Estou convencido de que é possível parar completamente as vendas de cigarros em muitos países dentro de 10 a 15 anos", afirma o CEO Andre Calantzopoulos num relatório de sustentabilidade publicado esta terça-feira. Calantzopoulos defende ainda que é necessáriaa ajuda dos reguladores para tornar isso possível.

A fabricante das marcas Marlboro e Chesterfield tem dito que vê um futuro livre de cigarros, e agora começou a revelar um cronograma concreto. A Philip Morris lidera as alternativas aos cigarros com seu dispositivo de tabaco aquecido IQOS, embora concorrentes como Juul a sigam de perto. A empresa obtém quase 20% da receita com produtos sem combustão.

Embora a Philip Morris insista que suas alternativas são menos prejudiciais do que os cigarros, alguns grupos de saúde manifestaram a preocupação de que os produtos aquecidos exponham consumidores a outras toxinas e argumentam que os efeitos a longo prazo ainda não são conhecidos. A FDA, agência que regula fármacos e alimentos nos EUA, aprovou a venda do IQOS no ano passado no país, embora não tenha determinado se este pode ser comercializado como sendo menos arriscado do que os cigarros.

A empresa estabeleceu uma meta há três anos de que pelo menos 40 milhões de fumadores adultos terão deixado de comprar cigarros e passarão a usar seus produtos sem combustão até 2025. A Philip Morris estima que quase 14 milhões de consumidores eram usuários do IQOS no final de 2019, sendo que quase 10 milhões tinham parado de fumar cigarros. Existem cerca de 1,3 mil milhões de usuários de tabaco no mundo inteiro, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Ver comentários
Saber mais IQOS Philip Morris Philip Morris International saúde economia negócios e finanças indústria transformadora
Mais lidas
Outras Notícias