Comércio Grupo Nabeiro prevê crescimento de 5% em 2015

Grupo Nabeiro prevê crescimento de 5% em 2015

O café representa mais de 90% dos negócios do grupo criado por Rui Nabeiro. Com 54 anos de história, já deu o salto de Campo Maior para cerca de 40 países. Mas há novos destinos na mira.
Grupo Nabeiro prevê crescimento de 5% em 2015
Jorge Paula/Cofina Media
Wilson Ledo 09 de outubro de 2015 às 17:19

O Grupo Nabeiro, dono da Delta Cafés, espera fechar 2015 com uma facturação na ordem dos 340 milhões de euros. O negócio do café representa mais de 90% deste total. O valor representa um crescimento de 5% face aos 323 milhões de euros registados no ano passado.

Só nos primeiros nove meses deste ano, o grupo já registou uma subida de 4,5% neste indicador. A justificar o desempenho está a evolução positiva no canal horeca (hotéis, restauração e cafés) e um reforço da posição nos mercados externos.

O Grupo Nabeiro marca já presença em cerca de 40 países, o que representa cerca de 30% da sua actividade. "Estamos a crescer, quer em Portugal quer fora", assegurou o administrador Rui Miguel Nabeiro num encontro com os jornalistas esta sexta-feira, 9 de Outubro.


No país natal, a parceria com a fabricante de bebidas angolana Refriango – assinada em 2014 – está a evoluir favoravelmente. A mesma prevê a distribuição dos refrigerantes da marca Blue em território nacional. Depois do canal horeca, o grupo estuda agora a entrada destes produtos na grande distribuição.


Angola, o segundo maior mercado estrangeiro a seguir a Espanha, cresce a um ritmo de 20%, mesmo com a instabilidade criada no país com a questão das divisas. "Estando presente lá é diferente de ser um mero exportador", explicou o gestor.


Outro dos países onde o Grupo Nabeiro entrou recentemente, em 2014, é a China. "É um negócio que está a dar os primeiros passos e tem de ser olhado com moderação", admitiu. Nesse sentido foi já criada uma empresa para coordenar o negócio naquele país. Aí, a toda a actividade é feita a partir dos canais online.


Para já, os mercados asiáticos "não são uma prioridade" do grupo sedeado em Campo Maior, mas Rui Miguel Nabeiro não exclui a possibilidade de "assegurar mais parcerias" com outras cidades, partindo sempre de Xangai.


O Grupo Nabeiro adquiriu em 2015 o distribuidor francês DAC – Distribuition Azuréene de Café, que era já seu parceiro de negócios. "O risco é sempre muito calculado", contou o administrador quanto à política de aquisições do grupo, que conta já com 54 anos de história.

A operação acabou por representar um reforço do número de clientes da Delta em França. Dos 470 clientes da DAC, apenas 20 não negoceiam com a marca de café.

Para 2016, "é natural que surjam novas geografias", mas o responsável opta por não entrar em detalhes. Para além do café, o grupo leva outros produtos além-fronteiras. Azeitonas, azeite, vinho ou água são alguns dos exemplos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI