Comércio Ibersol sobe faturação em 6% mas lucros caem 26,7%

Ibersol sobe faturação em 6% mas lucros caem 26,7%

A Ibersol encerrou os primeiros nove meses do ano com lucros excluindo a norma contabilística IFRS 16, de 17,5 milhões de euros, uma queda de 26,7% em termos homólogos. Os proveitos operacionais, contudo, subiram cerca de 6%, para 363 milhões.
Ibersol sobe faturação em 6% mas lucros caem 26,7%
Pedro Curvelo 20 de novembro de 2019 às 18:41
A Ibersol registou 17,5 milhões de euros de lucro nos primeiros nove meses deste ano, excluindo a regra contabilística IFRS 16, o que representa uma quebra de 26,7% face aos 23,9 milhões obtidos em igual período de 2018, indicou esta quarta-feira a empresa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Aplicando a norma, os lucros cifram-se em 10,5 milhões de euros, uma descida de 56%.

Entre janeiro e setembro, a empresa alcançou proveitos operacionais de 363,2 milhões de euros, uma subida de 5,95% em termos homólogos.

A dona de marcas como a Burger King e a Pizza Hut refere que os custos operacionais nos primeiros nove meses ascenderam a 339,3 milhões de euros, um incremento de 8,4%.

Desta forma, o EBITDA sofreu um decréscimo de 9,1%, cifrando-se em 43,9 milhões de euros. 

A empresa assinala que "a evolução positiva do mercado da restauração especialmente em Portugal, conjugado com o efeito das aberturas, contribuiu para o crescimento das vendas de restauração durante o período e minimizar dois relevantes impactos negativos na actividade do grupo: a redução do volume de negócios em Angola, resultado do decréscimo acentuado no consumo em paralelo com uma desvalorização cambial muito significativa (cerca de 32%); a redução do número de restaurantes concessionados no aeroporto de Barcelona a partir de maio de 2018".

A Ibersol detalha que nos primeiros nove meses do ano encerrou "14 unidades, 9 das quais franquiadas, maioritariamente em Espanha". Paralelamente, a empresa assinala que "teve início a exploração de 5 novas unidades, duas no aeroporto de Alicante e as restantes nos aeroportos de Málaga, Gran Canária e AVE Girona" e que "concretizaram-se as aberturas de 12 novas unidades próprias, nove das quais em Portugal com a abertura de seis restaurantes Burger King e três novas concessões. Em Espanha, concretizaram-se adicionalmente as aberturas de um restaurante Ribs e duas Pans".

Assim, resume a empresa, "a 30 de setembro, o número total de unidades era de 647 (528 próprias e 119 franquiadas)". Deste total, 341 lojas encontram-se em Portugal, sendo apenas uma franquiada. Em Espanha, a Ibersol conta com 288 unidades, das quais 178 próprias, e em Angola soma dez unidades.

No comunicado, a Ibersol destaca que "incluindo o efeito do aumento do salário mínimo, os custos com pessoal aumentaram 9,3%, tendo o peso desta rubrica aumentado para 30,8% do volume de negócios (29,9% em 2018)".

Ibersol prevê vendas a desacelerar e Angola a pesar nos resultados
A empresa prevê para o mercado português "um ligeiro abrandamento do ritmo de crescimento das vendas na linha do
que se verificou nos últimos meses" e aponta que "em Espanha os crescimentos serão mais moderados". 

A dona da Pizza Hut, Burger King e KFC identifica outros fatores que poderão influenciar a sua atividade. "A incerteza do impacto do Brexit na economia europeia e a redução do tráfego de passageiros, constitui um dos principais riscos no desempenho das concessões, nomeadamente nos aeroportos de destinos mais turísticos".

Pela positiva, a Ibersol espera "concluir até final deste ano, a abertura de todas as unidades que nos foram adjudicadas nos concursos ganhos em 2018 nos aeroportos de Barcelona, Gran Canária, Málaga e Alicante, com os conceitos definitivos".

Já o mercado angolano continua a ser uma "dor de cabeça" para a empresa. "Em Angola, o recente agravamento do ritmo de desvalorização do kwanza, determinará a continuação da diminuição do consumo. A incapacidade de aumentar os preços, ao ritmo da desvalorização verificada, continuará a acarretar uma diminuição da rentabilidade das nossas operações", detalha.

A Ibersol indica ainda que perspectiva "manter o ritmo de aberturas dos anos transatos em Portugal, e, em Espanha, aberturas selectivas da Pans e Ribs".

(Notícia atualizada às 19:07 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI