Comércio Mercadona “pica” supermercado em Viana do Castelo

Mercadona “pica” supermercado em Viana do Castelo

A retalhista de origem espanhola vai chegar ao Alto Minho em 2020. A loja que está a ser construída na Abelheira, a poucos quilómetros do centro da cidade, é uma das dez aberturas previstas para este ano em Portugal.
António Larguesa 17 de fevereiro de 2020 às 13:41

Depois dos distritos do Porto, Braga e Aveiro, a Mercadona prepara-se para entrar também em Viana do Castelo, prevendo a abertura do primeiro supermercado no Alto Minho até ao final deste ano. O processo de recrutamento já arrancou através da site

A loja da marca espanhola está a ser construída na rua da Abelheira, pertencente à freguesia de Santa Maria Maior, num espaço conhecido como a Quinta do Lacerda e que dista poucos quilómetros do centro da cidade.

 

 

Esta é uma das dez unidades que a Mercadona planeia inaugurar em 2020, juntando-se à lista das localizações já divulgadas: Paços de Ferreira, Aveiro (Matadouro e Silva Rocha), Trofa, Águeda, Penafiel, Santo Tirso e Ermesinde.

 

Joana Ribeiro, diretora de Relações Externas Norte de Portugal, destaca numa nota à imprensa que este é "um projeto que cresce de forma sustentável, cria emprego estável e de qualidade, e que tem contado com o apoio das comunidades onde se insere, [esforçando-se por] criar bons laços de vizinhança e agora também com os vianenses".

Vila Nova de Gaia (Canidelo e Mafamude), Matosinhos, Maia, Gondomar, Porto, Barcelos, Braga, Ovar e São João da Madeira foram as primeiras cidades portuguesas a receber supermercados da empresa de Valência, que contabiliza já ter investido mais de 260 milhões de euros no país.

 

A companhia liderada por Juan Roig "continua o trabalho de adaptação" ao país e, como o Negócios adiantou, está agora a ajustar os preços, depois de acertar também o cabaz de produtos à venda, incluindo o alargamento da gama de artigos espanhóis, em resposta ao pedido dos clientes nas lojas e nas redes sociais.

 

A expansão no resto do país ainda não tem data marcada. Porém, a empresa já anunciou que irá construir um bloco logístico perto de Lisboa, que será totalmente automatizado e de maiores dimensões do que aquele que tem a funcionar na Póvoa de Varzim, preparando desta forma a chegada à capital e à zona sul, algo que só acontecerá depois de 2021.

Obras avançam de Famalicão a Campanhã

Além das nove lojas confirmadas oficialmente para abrir em 2020, a Mercadona tem vários projetos em carteira e até obras em andamento. Deste plano de expansão faz parte a segunda loja na cidade do Porto, que surgirá num terreno já comprado junto ao Mercado Abastecedor, na freguesia de Campanhã. Já em Vila Nova de Famalicão, a rádio local Cidade Hoje noticiou nos últimos dias que a cadeia espanhola irá instalar-se na freguesia de Calendário, junto ao estádio municipal.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI