Comércio Portugal regista quinta maior quebra da UE nas vendas a retalho em Dezembro

Portugal regista quinta maior quebra da UE nas vendas a retalho em Dezembro

No último mês do ano passado, as vendas a retalho em Portugal desceram 2,3% face a Novembro. Contudo, em termos homólogos, subiram mais do que a média dos parceiros europeus.
Portugal regista quinta maior quebra da UE nas vendas a retalho em Dezembro
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 03 de fevereiro de 2017 às 10:30

As vendas a retalho em Portugal desceram 2,3% em Dezembro, face ao mês anterior, revela o Eurostat esta sexta-feira, 3 de Fevereiro. Esta foi a quinta maior descida entre os países da União Europeia, superada apenas pela da Irlanda (-2,7%), Suécia (-2,7%), Reino Unido (-2,8%) e Finlândia (-3,2%).

 

Esta evolução aconteceu num mês em que o comércio a retalho recuou 0,8% na UE 0,3% na Zona Euro, em termos mensais. Segundo o gabinete estatístico da União Europeia, a descida na região da moeda única deveu-se sobretudo à quebra de 1,1% na venda de combustíveis e de 0,4% de alimentos, bebidas e tabaco.

 

Em relação ao mesmo mês do anterior, o volume do comércio a retalho cresceu 1,1% na Zona Euro e 2,3% na União Europeia.

 

Nesta comparação, Portugal registou uma subida superior à dos pares europeus, com este indicador a crescer 3,8% face a Dezembro de 2015.

 

O Eurostat justifica a subida do volume do comércio a retalho na Zona Euro com o aumento de 2,1% das vendas de produtos não alimentares e de 0,7% de alimentos, bebidas e tabaco.

 

Entres os membros da União Europeia, as maiores subidas foram registadas no Luxemburgo (14,7%), Eslovénia (10,1%), Roménia (7,9%) e Reino Unido (6,6%) enquanto as maiores descidas tiveram lugar na Finlândia (-2,2%), Alemanha (-1,1%) Dinamarca e Áustria (-1%).




pub

Marketing Automation certified by E-GOI