Comércio Promoções nos hipermercados vão ficar limitadas

Promoções nos hipermercados vão ficar limitadas

O governo quer regulamentar, de forma mais profunda, as promoções que as cadeias de distribuição fazem, nomeadamente nas implicações que têm com os fornecedores
Promoções nos hipermercados vão ficar limitadas
Miguel Baltazar
Negócios 06 de dezembro de 2012 às 10:27

O Governo quer limitar as promoções que os supermercados e hipermercados fazem, nomeadamente nas implicações que essas acções têm na relação da distribuição com os seus fornecedores. 

Em Conselho de Ministros já foi aprovado o diploma que estabelece prazos de pagamento, de 30 dias, para os distribuidores. O diploma avança com outro tipo de imposições na relação entre as duas partes que podem afectar as promoções.

De acordo com o "Diário Económico", que cita o secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, "as promoções não serão proibidas ou limitadas, pretendendo-se apenas que o custo destas não seja posteriormente repercutido nos fornecedores, excepto quando as promoções sejam parte de uma estratégia comum". 

A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) comenta, apenas, para já estar preocupada pois "os comerciantes poderão deixar de fazer promoções".