Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receitas da Alibaba aumentam 32% no último trimestre de 2015

A empresa de comércio online fundada por Jack Ma viu o negócio crescer na recta final do ano: as receitas atingiram os 5,33 mil milhões de dólares (4,88 mil milhões de euros).

Bloomberg
André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 16:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As receitas da empresa chinesa Alibaba alcançaram os 5,33 mil milhões de dólares (4,88 mil milhões de euros) nos últimos três meses de 2015, um aumento de 32% comparativamente com o mesmo período do ano anterior, anunciou a empresa esta quinta-feira, 28 de Janeiro, num comunicado publicado no seu site.

 

Estes resultados ultrapassam as estimativas dos analistas da Bloomberg, que previam receitas na ordem dos 4,62 mil milhões de euros.

 

A empresa fundada por Jack Ma registou ainda lucros de 1,93 mil milhões de dólares (1,76 mil milhões de euros), duplicando o valor do trimestre homólogo de 2014.

 

O presidente executivo da Alibaba, Daniel Zhang, refere no comunicado da empresa que o grupo "teve um trimestre fantástico, ultrapassando a marca dos 400 milhões de compradores anuais e continuando a liderança sem rival nas plataformas móveis".

 

A agência France-Presse diz que a empresa chinesa pretende expandir-se no estrangeiro e diversificar-se para além do comércio online. Ainda assim, os analistas ouvidos pela AFP referem que a empresa pode vir a enfrentar dificuldades no futuro.

 

"A Alibaba provavelmente não vai conseguir manter o mesmo nível de crescimento depois de 11 de Novembro [dia em que os chineses comemoram o Dia do Solteiro e que é aproveitado pelos sites de comércio online para aumentar as vendas] como fez nos últimos dois anos", disse Zhou Xiaoqian, consultor de internet da empresa iResearch.

 

"A indústria de comércio electrónico na China atingiu um nível de maturação tal que o crescimento vai abrandar gradualmente, é inevitável", concluiu o analista ouvido pela AFP.

Ver comentários
Saber mais Alibaba receitas lucros comércio online internet
Mais lidas
Outras Notícias