Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

É oficial. Mário Centeno é a escolha do Governo para o Banco de Portugal

A intenção do Governo é mesmo nomear Mário Centeno para o Banco de Portugal.

Negócios 25 de Junho de 2020 às 19:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

Já chegou ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, a comunicação do Governo de que quer nomear Mário Centeno para governador do Banco de Portugal. É, assim, já oficial o nome proposto para substituir Carlos Costa.

"O Primeiro-Ministro entregou hoje, 25 de junho de 2020, ao Presidente da Assembleia da República uma carta onde manifesta a intenção do Governo, na sequência de proposta do senhor ministro de Estado e das Finanças, em designar o Prof. Doutor Mário José Gomes de Freitas Centeno para o cargo de Governador do Banco de Portugal", refere uma curta nota enviada pelo gabinete do primeiro-ministro à comunicação social.

Acrescenta que o "Primeiro-Ministro requereu que seja realizada a audição do indigitado, na comissão parlamentar competente".

Pouco tempo antes deste comunicado, o primeiro-ministro tinha revelado que iria avançar "hoje ou amanhã" com o processo de audição parlamentar que é necessário para a nomeação do novo governador do Banco de Portugal. 

Questionado na conferência que se seguiu ao Conselho de Ministros desta quinta-feira sobre a indicação de Mário Centeno para suceder a Carlos Costa, e a audição dos partidos sobre este tema, António Costa afirmou que já teve "oportunidade de ter um contacto telefónico diretamente com o Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares" e que ambos já falaram "com todos os partidos para os ouvir sobre a matéria".

"Ou hoje ou amanhã formalizarei o processo de audição parlamentar que, nos termos da lei, tem de se realizar para que possa decorrer normalmente o processo de nomeação, e gostaríamos que decorresse de forma tranquila, dado que o mandato do senhor governador termina no próximo mês", revelou. 

Sem referir o nome do ex-ministro das Finanças, e perante a insistência dos jornalistas, Costa adiantou apenas terá "naturalmente" de escrever "primeiro uma carta à Assembleia da República", cujo conteúdo não deverá "surpreender".


Esta quinta-feira, o vice-presidente do PSD, Nuno Morais Sarmento, afirmou que "o Governo, nos contactos com o PSD deu nota, nos mesmos termos em que o fez publicamente, da vontade de indicar Mário Centeno para o Banco de Portugal".

O Banco Central Europeu (BCE) pediu hoje à Assembleia da República mais quatro semanas para emitir parecer sobre o projeto de lei do PAN que altera as regras de nomeação do governador do Banco de Portugal.

Está assim o caminho a aberto para Mário Centeno regressar ao Banco de Portugal como o novo governador, substituindo Carlos Costa. Antes terá de regressar ao Parlamento como candidato ao cargo e não ministro das Finanças, para ser ouvido pelos deputados.

(notícia em atualização)

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias