Construção Custos de construção crescem ao ritmo mais baixo desde Março

Custos de construção crescem ao ritmo mais baixo desde Março

Os custos associados à construção de casas novas subiram 1,8%, em Outubro, o crescimento mais fraco dos últimos sete meses.
Custos de construção crescem ao ritmo mais baixo desde Março
Rita Faria 07 de dezembro de 2018 às 11:34

A subida dos custos de construção de casas novas, em Portugal, desacelerou, em Outubro, pelo terceiro mês consecutivo, para o nível mais baixo desde Março, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira, 7 de Dezembro.

 

O INE estima que, em Outubro, os custos associados à construção de habitações tenham aumentado 1,8%, face ao mesmo mês do ano passado. Esta variação fica abaixo da registada em Setembro (1,9%) e é mesmo a mais branda dos últimos sete meses.

 

A justificar este abrandamento está o custo da mão-de-obra, que registou uma subida homóloga de 2,6%, significativamente abaixo do crescimento de 3,1% observado no mês anterior.

 

Já o custo dos materiais aumentou 1,3%, em termos homólogos, acima do crescimento de 1,1% registado em Setembro.

 

Na comparação em cadeia, ou seja em relação ao mês anterior, os custos de construção subiram 0,1%, depois de dois meses consecutivos de quedas (de 0,6%, em Setembro e de 0,3% em Agosto).




pub