Construção Grupo Elevo vai despedir 400 trabalhadores em Portugal

Grupo Elevo vai despedir 400 trabalhadores em Portugal

O grupo Elevo vai despedir 400 trabalhadores em Portugal, um plano que terá um custo de 10 milhões de euros, avança o Expresso.
Grupo Elevo vai despedir 400 trabalhadores em Portugal
Stringer/Reuters
Negócios 05 de janeiro de 2019 às 11:44

O grupo Elevo, que resultou da fusão dos grupos Edifer, Monte Adriano, Hagen e Eusébios, empresas de engenharia e construção, vai despedir 400 trabalhadores em Portugal, avança o Expresso este sábado, 5 de janeiro.

Segundo a mesma publicação, o custo do programa de rescisões é de 10 milhões de euros.

Os despedimentos fazem parte do programa apresentado ao BCP e Novo Banco, entidades credoras, que, segundo o Expresso, traça um cenário sombrio e apela a um financiamento de 20 milhões de euros para pagar salários e fornecimentos em atraso, reforçar a tesouraria e racionalizar o quadro de pessoal.

O documento, citado pelo Expresso, apresenta ainda uma nova versão do plano de negócios, tendo em conta uma "realidade adversa". A administração reconhece salários em atraso de quase 4 milhões de euros, dívidas à Segurança Social e fornecedores e incumprimento com os bancos.

O grupo Elevo é detido pela Nacala Holdings, dos antigos administradores da Mota-Engil, Gilberto Rodrigues e Pedro Antelo, que comprou o grupo ao fundo Vallis por cerca de 90 milhões de euros em Setembro de 2017.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI