Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Insolvências na construção dispararam

Em 2011 o sector da construção vai registar uma queda média de 5%. O segmento residencial será o mais penalizado pela crise

Celso Filipe cfilipe@negocios.pt 05 de Abril de 2011 às 10:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
As insolvências na construção dispararam. Segundo dados da Crédito y Caución, no último trimestre do ano passado, houve um aumento de 21,6% dos número de empresas do sector que fecharam as suas portas, prevendo-se para 2011 níveis altos de insolvências, assim como um aumento dos prazos médios de pagamento, os quais serão superiores a 120 dias.

O relatório da Crédito Y Caución conclui que em 2010 se registou uma diminuição de 6,5% dos níveis de produção do sector. O número de empresas a operar caiu 1,8% e o desemprego subiu 4%. Este quadro negativo é ainda ilustrado por uma queda de encomendas na ordem dos 21,7% e por uma descida nos investimentos de 11,2%. “Tudo isto explica o forte declínio do índice de confiança do sector: - 49,8% em Janeiro de 2011 contra – 37% em 2010”, constata a empresa.

Para 2011, a Crédito y Caución antecipa uma queda de 5% no sector da construção. O sector residencial será o mais penalizado, devendo cair 8%. Já os sector não residencial e da construção civil deverão registar descidas de 5% e 3%, respectivamente.
Ver comentários
Saber mais Insolvências Empresas Economia
Outras Notícias