Construção Mota-Engil ganha novos contratos de quase 200 milhões na América Latina

Mota-Engil ganha novos contratos de quase 200 milhões na América Latina

A Mota-Engil ganhou novos contratos na Colômbia, no Peru e na República Dominicana. No total, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins vai facturar quase 200 milhões de euros com os projectos.
Mota-Engil ganha novos contratos de quase 200 milhões na América Latina
Bruno Simão
Negócios 15 de novembro de 2018 às 15:15
A Mota-Engil anunciou a adjudicação "de um contrato público para a realização do projecto, da construção e da operação assistida de uma estação elevada de águas residuais na região de Canoas", na Colômbia, refere a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins em comunicado enviado para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

"O projecto e a construção terão um prazo de execução de 44 meses e a operação assistida decorrerá durante um prazo de 6 meses. Ambas as fases originarão um montante agregado de facturação de cerca de 100 milhões de euros", adianta a mesma fonte.

Além do projecto na Colômbia, a Mota-Engil ganhou "a obra de elevação da barragem de Las Bambas, fase 4, pela Minera Las Bambas", no Peru. Além da "extensão dos trabalhos de conservação de algumas estradas pela Provias por um período de 18 meses."

 

A empresa anunciou ainda que ganhou a "reconstrução e extensão de parte do Porto de Caucedo", na República Dominicana.

 

"Com estas adjudicações, a Mota-Engil reforça a sua carteira de encomendas em cerca de 192 milhões de euros, aumentando para 500 milhões de euros o volume de novas obras acrescidas à carteira da região da América Latina no segundo semestre do ano, continuando desta forma a incrementar e a diversificar o portefólio de obras naquela região", adianta a construtora. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI