Desporto As 10 maiores transferências de futebol superam os 550 milhões

As 10 maiores transferências de futebol superam os 550 milhões

A época de transferências fechou na quarta-feira. O maior negócio desta temporada envolveu Pogba e o Manchester United. Entre as 10 maiores transferências surge um nome português: João Mário. Em Inglaterra voltou a bater-se todos os recordes.
As 10 maiores transferências de futebol superam os 550 milhões
Reuters
Negócios 01 de setembro de 2016 às 11:31

As 10 maiores transferências desta época desportiva ascendem a 565,6 milhões de euros. Sem surpresa, os campeonatos inglês e alemão são, até agora, os que mais investiram. A surpresa vem do facto de o campeonato italiano ter gasto mais dinheiro em jogadores caros do que o espanhol, fruto da contratação do avançado Hinguain pela Juventus. Entre os 10 maiores negócios realizados até 31 de Agosto, sete tiveram clubes ingleses como compradores.

 

No total, Inglaterra investiu 1,4 mil milhões de euros na compra de jogadores. A segunda liga com maior investimento foi a italiana com 699,94 milhões, de acordo com o jornal Record. No campeonato alemão o investimento foi de 543,53 milhões. Em Espanha, o valor total das aquisições foi de 470,44 milhões de euros.

 

A transferência mais cara foi protagonizada pelo Manchester United, comandado por José Mourinho, com a contratação de Paul Pogba por 105 milhões de euros. Uma compra feita à Juventus, clube responsável pelo segundo negócio mais elevado. Gonzalo Higuain, que estava no Nápoles, foi comprado pelos italianos por 90 milhões.

 

Hulk, que jogou no FC Porto vários anos, foi vendido pelos russos do Zenit aos chineses Shanghai SIPG por 55,8 milhões de euros. Este foi o terceiro negócio mais elevado.

 

O único português que consta da lista das 10 maiores contratações é João Mário, vendido pelo Sporting por 40 milhões de euros aos italianos do Inter de Milão. Este é mesmo o décimo negócio mais elevado.

 

Na Liga portuguesa, o investimento total em contratações foi de 75,62 milhões de euros, tendo sido realizadas vendas no montante de 186,15 milhões de euros, o que faz com que o saldo seja positivo, ao contrário das grandes ligas europeias. A inglesa, por exemplo, foi a que teve o défice mais elevado (-835,44 milhões).

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI