Desporto Bilionário russo que vendeu Arsenal procura novos clubes

Bilionário russo que vendeu Arsenal procura novos clubes

O bilionário russo Alisher Usmanov, que na semana passada vendeu a sua participação no Arsenal, está interessado em investir em outros clubes. Everton e clubes alemães ou italianos podem ser o próximo alvo.
Bilionário russo que vendeu Arsenal procura novos clubes
Reuters
Negócios com Bloomberg 14 de agosto de 2018 às 15:22

O bilionário russo Alisher Usmanov, que na semana passada vendeu a sua participação no Arsenal, está interessado em investir em outros clubes, indicou o magnata em declarações à Bloomberg.

Usmanov afirma que recebe "muitas propostas" de diversos clubes e que está a analisar as opções. O magnata, de 64 anos, sublinha que qualquer operação tem que lhe garantir influência sobre a gestão do clube, algo que não tinha no Arsenal, onde era o segundo maior accionista, atrás do bilionário norte-americano Stan Kroenke, a quem acabou por vender a sua posição.

Usmanov, o oitavo homem mais rico da Rússia, desistiu da sua posição de 30% no Arsenal, onde era accionista há 11 anos, vendendo as acções a Kroenke numa operação que avalia os "gunners" em cerca de 2,3 mil milhões de dólares. Antes, Usmanov tentou comprar a participação de Kroenke, mas este recusou a oferta.

Um dos potenciais alvos de Usmanov é o Everton, treinado pelo português Marco Silva, que é controlado por Farhad Moshiri.

"Sou amigo de Farhad Moshiri. Se ele precisa de apoio terei todo o prazer em ajudar", disse o magnata russo.

Usmanov confessa ser fã de outros emblemas europeus, casos do Bayern Munique, AC Milan e AS Roma.

"Se houver uma proposta ou a possibilidade de investir nesses clubes, com um bom potencial de retorno, eu irei considerar o negócio", referiu.

O AC Milan foi adquirido em Julho pela firma de investimento detida pelo bilionário Paul Singer, após o proprietário chinês dos "rossoneri" ter entrado em incumprimento nas suas dívidas. A AS Roma é controlada pelo magnata americano James Pallotta, enquanto o Bayern Munique conta entre os seus accionistas com as empresas Adidas e Allianz.




pub