Desporto FPF pagou 600 mil euros retidos no Totonegócio a 16 clubes não devedores

FPF pagou 600 mil euros retidos no Totonegócio a 16 clubes não devedores

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) pagou hoje aos 16 clubes não devedores ao fisco e à segurança social as verbas dos jogos sociais relativas a 2011 e que tinham sido retidas no âmbito do Totonegócio.
Lusa 05 de fevereiro de 2013 às 00:02

Em comunicado, a FPF anunciou o pagamento de cerca de 600 mil euros a Naval, Paços de Ferreira, Desportivo das Aves, Rio Ave, Estoril, Gil Vicente, Trofense, Oliveirense, Portimonense, Olhanense, Santa Clara, Moreirense, Feirense, Freamunde, Sporting da Covilhã e Arouca.

 

Na sexta-feira, serão distribuídos pelas associações distritais e regionais cerca de 900 mil euros, correspondentes a verbas devidas aos clubes não profissionais que não se encontram na posição de devedores.

 

"Este milhão e meio de euros foi recebido no final do ano passado e utilizado, em Dezembro, para saldar parte da verba do Totonegócio entregue pela FPF ao Estado português. Depois de apurado, através de um estudo financeiro, o montante devido a cada clube pelas receitas de 2011, foi então decidido efectuar este pagamento", lê-se no comunicado.

 

O presidente da FPF, Fernando Gomes, afirmou que, ultrapassada a questão de 2011, se estão a desenvolver todos os esforços no sentido de que nos anos subsequentes a distribuição das verbas dos jogos sociais seja resolvida o mais rápido possível.

 

"O aperto que sentimos dos clubes é muito grande, as dificuldades são enormes, são sinais evidentes de crise", sublinhou Fernando Gomes.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI