Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Liverpool em falência técnica

O britânico Liverpool Football Club da Premier League inglesa cai nas malhas da na bancarrota se operação de venda não for consumada.

Pedro Carreira Garcia pedrogarcia@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 14:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A ‘holding’ que detém o Liverpool estará em dívida ao Royal Bank of Scotland e à Wells Fargo em 280 milhões de libras e poderá estar na iminência de declarar falência, segundo fontes auscultadas pela Bloomberg.

Jornais como o ‘Daily Telegraph’ revelaram hoje que a dívida atingirá a sua maturidade no próximo dia 15 de Outubro – apesar da Bloomberg noticiar que, segundo as suas fontes, a dívida já terá vencido.

Apesar do grupo americano New England Sports Ventures ter apresentado uma proposta de compra que está bloqueada pelos dois co-proprietários do clube, Tom Hicks e George Gillets, alegadamente pela quantia oferecida ter sido considerada “demasiado baixa”, considera-se actualmente por o clube debaixo da administração dos bancos credores, o que equivaleria a uma penalização de nove pontos na Liga inglesa. Uma catástrofe para o clube, neste momento no 18º posto da Primeira Divisão britânica, que acabaria por escorregar para a segunda divisão. Uma queda que custaria milhões para o Liverpool, num momento em que lida com uma quebra nas receitas depois de nem sequer se ter apurado para a Liga dos Campeões.

Apesar dos bancos, segundo a Bloomberg, terem posto a hipótese de tomar o clube sob a sua alçada de parte, espera-se que esse seja o resultado natural se a proposta de compra da NESV não for avante nos tribunais.

O Conselho de Administração aprovou a compra contra Hicks e Gillets. Estes alegaram que a compra “não é válida” porque terão despedido os dois membros da administração que a terão aprovado.

O presidente do clube, Martin Broughton, que aprovou a venda, alega por sua vez que a venda é válida porque “só ele” terá o poder de mudar a estrutura do conselho.

O caso arrasta-se agora nos tribunais. A NESV já fez saber que, se o banco declarar falência técnica e acabar por sofrer a penalização de nove pontos, o negócio – de 300 milhões de libras - cairá por terra.

Ver comentários
Outras Notícias