Desporto Premier League deixa de ser Barclays ao fim de 15 anos

Premier League deixa de ser Barclays ao fim de 15 anos

A "Barclays Premier League" vai passar a chamar-se apenas "Premier League". Ao fim de 15 anos, a liga inglesa de futebol vai deixar cair o nome do banco britânico.
Premier League deixa de ser Barclays ao fim de 15 anos
André Vinagre 12 de abril de 2016 às 11:54

Depois de 15 anos a servir de apoio ao nome da liga inglesa de futebol, o Barclays vai passar a ser apenas o banco oficial da competição. A Premier League decidiu não renovar o contrato de "naming" com o banco.

 

É já a partir da próxima época que a Barclays Premier League vai retirar o nome do banco do título e passar apenas a ser Premier League. Este é o reflexo das crescentes ambições da liga inglesa e da diminuição da presença do banco a nível internacional, explica esta terça-feira, 12 de Abril, a Bloomberg.

 

o jornal britânico The Independent diz que a Premier League pode abdicar dos 40 milhões de libras (perto de 50 milhões de euros) do contrato de "naming" com o Barclays, já que recebe mais de 5,1 mil milhões de libras (6,3 mil milhões de euros) só em contratos de transmissão televisiva.

 

Só nos últimos cinco anos, o banco perdeu cerca de 20 mil milhões de libras (perto de 25 mil milhões de dólares) devido a acusações de irregularidades e os planos de domínio global arrefeceram.

 

Desde 2014, o Barclays retirou as suas operações em Portugal, Espanha e Itália e no mês passado anunciou que se ia retirar da Ásia e de África, regiões em que a Premier League tem alguns dos seus maiores fãs.

 

O banco britânico também terminou a parceria com o torneio de ténis ATP World Tour Finals. "Aquilo por que pagamos – pôr o nosso nome no topo – já não é relevante para nós como negócio", disse Nathan Homer, líder da unidade de parcerias do banco, citado pela Bloomberg.

 

Enquanto o banco se retrai, a Premier League tem crescido exponencialmente. As receitas televisivas na próxima época serão de 2,5 mil milhões de libras (3,1 mil milhões de euros), um valor 10 vezes superior ao registado há 23 anos.

 

Agora, a liga de futebol de Inglaterra quer renovar o seu nome e seguir as pisadas de outros campeonatos norte-americanos, como a NBA (liga de basquetebol norte-americana) ou a NFL (liga de futebol americano).

 

Contudo, o Barclays vai-se manter como o banco oficial da Premier League. De acordo com Nathan Homer, este desfecho satisfaz o banco: "Não podia ter sido melhor". Este novo contrato vai custar ao Barclays apenas um quarto do que pagava pela presença no nome da competição.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI