Desporto SAD do FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

SAD do FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A operação de maio do ano passado permitiu um encaixe de 100 milhões de euros aos cofres dos 'azuis e brancos' .
SAD do FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas
Sede do Futebol Clube do Porto, no Porto.
D.R.
Lusa 18 de novembro de 2019 às 21:56
A SAD do FC Porto encaixou esta segunda-feira 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos. E podem entrar mais 20 milhões em janeiro.

Em causa está a alteração aos termos e condições da operação de titularização de créditos denominada 'Dragon Finance n.º 1', que tem a Sagasta Finance - sociedade de titularização de créditos - como emitente, realizada em 24 de maio de 2018, e que teve como objeto a titularização dos créditos decorrentes do contrato de cessão de direitos de transmissão televisiva dos jogos no Estádio do Dragão, a contar para a primeira Liga, entre a SAD portista e a Altice, segundo o comunicado disponível na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A operação de maio do ano passado permitiu um encaixe de 100 milhões de euros aos cofres dos 'azuis e brancos' e a alteração anunciada esta segunda-feira "teve por objetivo a prorrogação da maturidade média prevista aplicável às obrigações titularizadas emitidas em 24 de maio de 2018", lê-se no documento.

Esta alteração implica a "correspondente emissão de obrigações de titularização adicionais pela Sagasta no montante de 30 milhões de euros adicionais na presente data e no montante máximo de 20 milhões de euros adicionais em janeiro de 2020, a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos", especificou a SAD do FC Porto.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI