Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sporting com prejuízos de 31,9 milhões na época de 2015/16

No exercício fiscal de 2015/16, a SAD do Sporting registou um resultado líquido negativo de 31,9 milhões de euros, quando na "época" anterior tinha apresentado lucros de 19,3 milhões.

Miguel Baltazar/Negócios
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 09 de Setembro de 2016 às 00:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

A Sporting Clube de Portugal – SAD passou de lucros a perdas entre a "época fiscal" de 2014/15 e 2015/16. Com efeito, no exercício terminado a 30 de Junho passado, a SAD leonina reportou prejuízos de 31,90 milhões de euros, quando no período homólogo anterior tinha alcançado lucros de 19,33 milhões.

 

Em comunicado à CMVM, o clube de Alvalade refere que a sociedade apresentava, a 30 de Junho, capitais próprios negativos.

 

"Neste contexto (…) deverão os accionistas deliberar em assembleia geral sobre a possibilidade de: a) dissolução da sociedade; b) redução do capital social; c) realização de entradas em dinheiro que mantenham pelo menos em dois terços a cobertura do capital social; e/ou d) adopção de medidas concretas tendentes a manter pelo menos em dois terços a cobertura do capital social", sublinha o documento.

 

Ainda assim, "é convicção do conselho de administração que o caminho traçado para a Sporting SAD, com linhas orientadoras já anteriormente anunciadas, sustentado e assente no projecto de reestruturação financeira já implementado e tendo em consideração os factos subsequentes constantes no presente relatório, permitirá à SAD criar valor, gerar lucros e sair da situação de perda de metade do capital em que se encontra", refere o relatório e contas do exercício de 1 de Julho de 2015 a 30 de Junho de 2016.

 

O presidente dos "leões", Bruno de Carvalho, sublinha nesta relatório que os prejuízos do clube resultam sobretudo do reconhecimento de gastos não recorrentes de 14,99 milhões de euros decorrentes da transferência do futebolista Rojo, processo que se encontra ainda em contencioso nos tribunais suíços.

 

"Sem este impacto, o prejuízo do ano seria de cerca de 16,9 milhões de euros que, tivesse o Sporting acedido à fase de Grupos da Champions League, seria em grande parte mitigado", acrescenta.

 

Importa salientar, segundo Bruno de Carvalho, que o resultado líquido positivo do exercício findo em Junho de 2015, de 19,33 milhões de euros, foi também influenciado pelo ganho na alienação dos direitos desportivos e económicos do jogador Marcos Rojo, no valor de 13,57 milhões de euros. "Se essa mais-valia não tivesse sido registada, o resultado líquido rondaria os 5,2 milhões de euros (após efeito do IRC)", destaca.

 

Bruno de Carvalho diz ainda que, por razões relacionadas com a competitividade desportiva e capacidade negocial, "foi decidido, embora existissem propostas, não efectuar vendas de jogadores com este propósito, na chamada janela de mercado de inverno".

 

"O tempo confirmou o acerto das deliberações com as vendas efectuadas, já em período subsequente, em Agosto de 2016, de João Mário e Slimani, a permitirem cobrir aquele prejuízo. As mesmas foram as mais altas efectuadas em toda a história da SAD que como se sabe formou dois Bolas de Ouro FIFA, Figo e Cristiano Ronaldo. A este respeito, a mais-valia a registar nos resultados da época 2016/2017 relativa à alienação dos direitos desportivos e económicos desses dois jogadores rondará os 54 milhões de euros", aponta o presidente do Sporting. 

Relativamente à estrutura de gastos da SAD do Sporting, verificou-se no exercício de 2015/16 um aumento dos gastos totais incorridos (de 52,1 milhões para 78,4 milhões), associado ao investimento no plantel profissional e na academia.

 

"Importa contudo vincar que esta não significa uma qualquer inversão na política de contenção de gastos, mas antes sim, uma aposta na maior dinâmica da actividade, tendo em vista posicionar a Sporting SAD, de forma permanente, entre as melhores equipas portuguesas (…), da qual decorreu a assunção de maiores encargos", diz o relatório, salientando assim que o aumento verificado de 26,38 milhões de euros se justifica fundamentalmente pelo acréscimo na rubrica de gastos com o pessoal.

Ver comentários
Saber mais Sporting Clube de Portugal SAD leonina Alvalade Sporting SAD Bruno de Carvalho Marcos Rojo João Mário Slimani desporto futebol Ouro FIFA Figo e Cristiano Ronaldo
Mais lidas
Outras Notícias