Comércio  Jumbo recupera estatuto de supermercado mais barato em Portugal

Jumbo recupera estatuto de supermercado mais barato em Portugal

O estudo da Deco Proteste coloca a cadeia de supermercados da Auchan de novo à frente do Continente no ranking dos supermercados mais baratos. O Pingo Doce passou para terceiro.
 Jumbo recupera estatuto de supermercado mais barato em Portugal
Sara Matos/Negócios
Negócios 13 de março de 2018 às 11:01

O Jumbo voltou a liderar a tabela dos supermercados com preços mais baratos, de acordo com o estudo da Deco Proteste revelado esta terça-feira, 13 de Março.

 

A cadeia de supermercados do grupo Auchan recupera assim o estatuto que tinha perdido para o Continente e o Continente Modelo na anterior edição do estudo. Os supermercados da Sonae surgem em segundo lugar no "ranking", com uma média de preços 2% mais cara do que no Jumbo, para o mesmo cabaz de produtos.

 

"Para uma família que gasta 150 euros por mês nas grandes superfícies comerciais, a poupança pode chegar aos 250 euros por ano", caso a opção seja pelo Jumbo, assinala a Deco Proteste.

 

Em terceiro lugar na tabela surge o Pingo Doce, que sobe uma posição. Em Outubro de 2017 o custo médio do cabaz nos supermercados da Jerónimo Martins era 10% mais caro do que no líder, sendo que agora a diferença é de 7%.

"Para comprar o mesmo cabaz de produtos nas lojas de desconto Lidl e Minipreço, gasta-se mais 14% do que no Jumbo", refere a Deco, acrescentando que "Lisboa, Porto e Setúbal são os distritos onde é possível obter poupanças mais significativas, escolhendo o supermercado certo".

A Deco disponibiliza um simulador para encontrar o supermercado mais barato da sua região e tendo em conta o seu cabaz de produtos

Como a Deco faz o estudo

A associação de defesa dos consumidores explica como chega a este ranking dos supermercados mais baratos:

 

"Todas as actualizações do nosso estudo a supermercados são feitas com base num cabaz com os produtos das marcas mais vendidas em Portugal, entre frescos, congelados, mercearia e produtos e higiene pessoal e do lar. Mais de um terço do cabaz (38%) é composto por produtos das marcas próprias de gama média de cada uma das lojas e os restantes 62% são preenchidos com marcas de fabricante. No total, recolhemos 110 290 preços para um cabaz seleccionado de 141 produtos, em 70 concelhos.


Para construir um ranking das cadeias mais baratas em Portugal, analisámos aquelas que figuram em, pelo menos, 10 distritos. As lojas que vendem os produtos do cabaz seleccionado por um preço inferior obtêm melhor classificação . Não são considerados descontos em cartão, nem promoções condicionadas, que obriguem à aquisição de outros produtos para beneficiar do desconto.

À cadeia de supermercados mais barata atribuímos o índice 100. As restantes vão registando índices superiores, onde cada ponto acima de 100 significa que o mesmo cabaz fica 1% mais caro."




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 13.03.2018

NÃO HÁ ALMOÇOS GRÁTIS!

DECO há muito que se vendeu ! 13.03.2018

A DECO há muito que se vendeu !

Família com 150 euros mensais ? 13.03.2018

Uma família ? que gasta 150 euros mensais em comida e mercearias ? é uma família de quantas pessoas ? uma pessoa ? em dieta ? é que mesmo aquela campanha de "pratos a 1 euro" com 60 refeições por mês por pessoa sem contar com pequenos almoços não dá para dois ( um casal) muito menos uma família !

Não concordo 13.03.2018

As cebolas 50% são podres por dentro e greladas, as batatas teem fungos escuros, as hortaliças são uma miséria, os vinhos são caríssimos, a carne nem quero falar ! Assim preços baixos mas qualidade impossível ! SÓ tem uma coisa séria : não anda com aquela intrujice de "descontos em cartão com prazo"

ver mais comentários
pub