Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

42% das taxas de portagem não sofrem aumento em 2008

O aumento médio das taxas de portagem em 2008 será de 2,58%, sendo que a actualização recairá apenas sobre 58% das 573 taxas de portagem de todas as classes. Os restantes 42% não vão sofrer qualquer agravamento.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 28 de Dezembro de 2007 às 15:35
  • Partilhar artigo
  • ...

O aumento médio das taxas de portagem em 2008 será de 2,58%, sendo que a actualização recairá apenas sobre 58% das 573 taxas de portagem de todas as classes. Os restantes 42% não vão sofrer qualquer agravamento.

De acordo com o Ministério das Obras Públicas, a subida dos preços das portagens a partir do 1 de Janeiro do próximo ano será inferior ao aumento do Índice de Preços do Consumidor de Outubro passado (que serve de base de cálculo a esta actualização), o qual subiu 2,59% face a Outubro de 2006.

Na rede Brisa, constituída por 1.020 quilómetros, o aumento médio será de 2,55%, oscilando entre a subida de 2,60% para os veículos da classe 1 e os 2,52% dos que pagam classe 2. Na classe 3 o agravamento será de 2,55% e na classe 4 de 2,56%.

Já nos 149 quilómetros da Auto-Estradas do Atlântico (AEA), o aumento médio é de 2,94%. A actualização para os veículos da classe 1 será a mais elevada, atingindo mesmo neste caso os 5,15%, enquanto os da classe 3 sofrerão o menor aumento, de 2,44%. As portagens para a classe 2 serão actualizadas em 2,91% e para os da classe 4  2,53%.

Na Brisal, que tem 32 quilómetros com portagem, as taxas vão ser actualizadas em 2,33%. A classe 1 é, novamente, a que terá o maior aumento, de 2,94%, enquanto a classe 2 registará uma subida de apenas 1,67%. A classe 3 terá uma actualização de 1,94% e a classe 4 de 2,92%.

Na rede da Aenor, que totaliza 178 quilómetros, a média do agravamento das portagens é de 2,51%. Os veículos da classe 2 pagarão a partir do próximo ano mais 3,15% de portagem, os da classe 1 mais 3,07%, os da classe 3 mais 2,28% e os da classe 4 mais 2,06%.

Na Lusoponte, a concessionária das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, o aumento será em média de 2,68%. As portagens para os veículos da classe 2 aumentarão 3,09% e os da classe 3 2,49%. Os da classe 4 pagarão mais 2,56% e os da classe 1 2,90%.

Por concessão, constata-se ainda que o maior aumento médio será registado na AEA (2,94%) e o menor na Brisal (2,33%).

Por classe de veículos, abaixo dos 2,58% de aumento médio serão as actualizações médias para as classes 3 e 4, nas quais a subida será de 2,49% e 2,50%, respectivamente.

Já a classe 1 vai agravar-se em termos médios em 2,94% e a classe 2 2,63%.

Outras Notícias