Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

461 mil accionistas são chamados hoje ao aumento de capital da EDP

Arranca hoje a subscrição do maior aumento de capital alguma fez realizado em Portugal. A eléctrica está a pedir aos seus 461,39 mil accionistas dinheiro para reforçar a presença no mercado espanhol. O Jornal de Negócios Online mostra como pode realizar l

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 12 de Novembro de 2004 às 07:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Caso o valor teórico dos direitos não esteja em equilíbrio com o valor das acções, os accionistas poderão aproveitar as diferenças de preço para realizar operações de arbitragem.

O Jornal de Negócios fez duas simulações de arbitragem, partindo do valor de fecho ontem, de 2,35 euros (ver tabela Direitos Baratos).

Na eventualidade dos direitos estarem a cotar a 0,10 euros (abaixo do valor teórico de 0,11 euros), a estratégia a seguir passa pela compra de, por exemplo, 1.000 direitos (com um gasto de 100 euros) e venda de 220 acções, por exemplo, com recurso ao mercado de empréstimo de valores mobiliários, (com um encaixe de 517 euros). O saldo inicial é será de 417 euros.

Quando o mercado regressar ao equilíbrio, qualquer que este seja, o investidor poderá fechar ambas as posições. Neste caso prático, recompra acções a 2,40 euros (fechando também a posição no mercado repo), gastando 528 euros, e aliena 1.000 direitos ao preço de equilíbrio a 0,12 euros, embolsando 123,2 euros.

Nesta última operação, o arbitragista perde 404,8 euros, mas o encaixe inicial permite ter um saldo final positivo de 12,2 euros. As operações não podem ser realizadas com quantidades pequenas, pois apesar de gerarem lucro, estes poderão não ser suficiente para compensar o custo de corretagem.

Na tabela (Direitos Caros), em que o valor dos direitos em mercado está acima do preço ajusto, a estratégia a aplicar inversa mas seguindo a mesma lógica.

Ver comentários
Outras Notícias