Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Accionista espanhol do BPI aumenta mais valias latentes para 9,1 mil milhões

O La Caixa, segundo maior accionista do Banco BPI, registou um aumento de 19,8% nos lucros do primeiro trimestre. A carteira de participações financeiras da caixa espanhola apresenta mais valias latentes de 9,1 mil milhões de euros, uma subida de 9,5% que

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 28 de Abril de 2006 às 09:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O La Caixa, segundo maior accionista do Banco BPI, registou um aumento de 19,8% nos lucros do primeiro trimestre. A carteira de participações financeiras da caixa espanhola apresenta mais valias latentes de 9,1 mil milhões de euros, uma subida de 9,5% que se fica dever em parte aos 16% detidos no BPI.

Num comunicado, o La Caixa afirma que os resultados líquidos do primeiro trimestre subiram 19,8% para 455 milhões de euros, com o volume de negócios a subir 18,5% para 298 mil milhões de euros.

No final de Março a carteira de participações financeiras do La Caixa estava avaliada em 21 mil milhões de euros. O valor das posições em empresas cotadas ascendia a 17,47 mil milhões de euros, um valor que aumentou 4,2%.

Entre estas empresas, onde se encontra o BPI, as mais valias latentes ascendiam a 9,1 mil milhões de euros, um valor que aumentou 9,5% no trimestre.

O La Caixa não discrimina as mais valias latentes entre as várias participações financeiras que possui - Gas Natural, Abertis, Agbar, Repsol, Telefónica, Banco Sabadell, BPI y Colonial.

Contudo, parte delas dirá respeito aos 16% que detém no Banco BPI, uma posição que a preços de mercado actuais está avaliada em cerca de 720 milhões de euros.

O La Caixa é um dos principais accionistas do Banco BPI e segundo a administração do banco português, não está disponível para vender a sua participação na OPA lançada pelo Banco Comercial Português.

Outras Notícias