Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Accionista maioritário da Holcim reduz participação

Thomas Schmidheiny, accionista maioritário da Holcim, grupo de cimentos que controla 3,6% da portuguesa Cimpor, alienou 3,5% da companhia helvética, que a sua família controla há quase nove décadas.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 19 de Novembro de 2003 às 15:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Thomas Schmidheiny, accionista maioritário da Holcim, grupo de cimentos que controla 3,6% da portuguesa Cimpor, alienou 3,5% da companhia helvética, que a sua família controla há quase nove décadas.

Thomas Schmidheiny passa assim a deter 24%, depois de ter alienado 7,05 milhões de acções, ou 3,5% do capital social da companhia, por 55,5 francos suíços (35,88 euros) a unidade, o que totaliza 391,3 milhões de francos suíços (253,02 milhões de euros).

De acordo com declarações de Joerg Denzler, porta-voz da Spectrum Value Management, companhia que gere parte do activos do milionário suíço, Thomas Schmidheiny «vendeu a participação para criar capital para outros compromissos».

Em declarações à Bloomberg, Joerg Denzler adiantou que Thomas Schmidheiny «não tem planos para alterar mais a sua participação» na Holcim, tencionando manter-se no conselho de administração da mesma.

O empresário suíço era o presidente da Holcim até ter resignado ao cargo depois de ter sido multado pelas autoridades de regulação espanholas por violações de «inside trading» naquele país ibérico.

Thomas Schmidheiny é o 209º homem mais rico do mundo, de acordo com a lista de milionários de 2003 da revista norte-americana Forbes. O seu avô, Ernst Schmidheiny, comprou a primeira participação da família na Holcim em 1914.

As acções da Holcim caíam 4,44%, para 56 francos suíços (36,21 euros).

Outras Notícias