Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Accionistas da Daimler pedem para que a Chrysler seja removida do nome

Os accionistas da DaimlerChrysler propuseram que a quinta maior fabricante mundial de automóveis volte a chamar-se de Daimler-Benz, retirando assim Chrysler do nome da construtora germânica.

Paulo Moutinho 13 de Março de 2007 às 18:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os accionistas da DaimlerChrysler propuseram que a quinta maior fabricante mundial de automóveis volte a chamar-se de Daimler-Benz, retirando assim Chrysler do nome da construtora germânica.

"Manter um nome que evoca a associação a um negócio falhado como o da Chrysler é depreciativo para a imagem da empresa e dos seus produtos", afirmam os accionistas Ekkehard Wenger e Leonhard Knoll, numa nota publicada no "site" da companhia, citada pela Bloomberg.

Os accionistas têm questionado a direcção da fabricante nas assembleias gerais desde que a DaimlerChrysler foi criada em 1998, exigindo ao antigo presidente executivo da empresa, Juergen Schrempp, que vendesse a Chrysler.

A unidade norte-americana, que em 2006 registou prejuízos de 1,12 mil milhões de dólares (850 milhões de euros), passou dos 5,1 mil milhões de dólares (3,86 mil milhões de euros) de lucros operacionais em 1999, para os 4,7 mil milhões (3,56 mil milhões de euros) de prejuízos em 2001.

Além da questão do nome da fabricante, os accionistas solicitam também, no mesmo documento, que a assembleia geral da construtora, agendada para 4 de Abril, seja realizada em Estugarda, na sede da empresa, e não em Berlim.

Outras Notícias