Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Accionistas dinamarqueses equacionam saída da Secil

Os accionistas Hoojaard Holding e FLS Industries, que controlam 44,06% do capital da Secil, estão a equacionar a venda da sua posição na cimenteira nacional do Grupo Semapa, anunciou hoje o primeiro daqueles accionistas dinamarqueses.

Bárbara Leite 22 de Março de 2002 às 20:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os accionistas Hoojaard Holding e FLS Industries, que controlam 44,06% do capital da Secil, estão a equacionar a venda da sua posição na cimenteira nacional do Grupo Semapa, anunciou hoje o primeiro daqueles accionistas dinamarqueses.

Na divulgação de resultados relativos ao exercício de 2001, a Hoojaard Holding divulgou que, no âmbito da «joint venture» designada FLSHH, «estamos a discutir a continuação do envolvimento na Secil».

A FLSHH, detida em partes iguais pelas duas cimenteiras dinamarquesas, controla 41,06% do capital da Secil, o que, tendo em conta as acções próprias da cimenteira nacional, representa uma participação de 44,6%.

A possibilidade de saída da Secil surge em consequência do contínuo aumento da dívida da empresa dinamarquesa, resultante sobretudo da actividade de aeronaútica.

A nova administração da Hoojaard que assumiu funções, no passado dia 7 de Março, pretende sanar a dívida da empresa, podendo recorrer à alienação de activos não estratégicos, como é o caso daquela posição na Secil.

O restante capital da Secil é detido pela Semapa [SEMA], da família Queirós Pereira.

Contactada pelo Negocios.pt, a Semapa escusou-se a comentar esta informação, nem adiantou se estaria disposta a reforçar a sua posição ou se está à procura de um outro parceiro internacional de negócio.

As acções da Semapa encerraram nos 4,70 euros, a subir 1,29%.

Outras Notícias