Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da Google podem chegar aos 900 dólares

As acções da Google poderão subir perto de 40% até aos 900 dólares, de acordo com as previsões do Credit Suisse. O banco prevê que, no próximo ano, o famoso motor de busca ganhe quota de mercado no sector dos telemóveis e da publicidade "online".

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 20 de Novembro de 2007 às 15:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da Google poderão subir perto de 40% até aos 900 dólares, de acordo com as previsões do Credit Suisse. O banco prevê que, no próximo ano, o famoso motor de busca ganhe quota de mercado no sector dos telemóveis e da publicidade "online".

O "target" do Credit Suisse para a Google é o mais elevado entre 37 casas de investimento, de acordo com uma pesquisa da agência Bloomberg. O banco de investimento suíço estima que as acções da Google cheguem aos 900 dólares, o que representa uma subida superior a 40%, face ao preço de fecho de ontem, e de 13% face ao anterior preço-alvo de 800 dólares.

"Vai ser criado um valor tremendo para os accionistas da Google, à medida que a publicidade se vai tornando cada vez mais digital e a empresa é capaz de ser um verdadeiro ‘sistema operativo’ para os publicitários", diz o analista Heath Terry do Credit Suisse para explicar esta actualização do preço-alvo. Terry manteve a recomendação de "outperform" para as acções da Google.

"A pesquisa ‘online’ é um monopólio natural. Com o tempo, a Google vai continuar a ganhar quota de mercado até chegar aos 100%", prevê o analista do Credit Suisse.

As acções da Google já valorizaram 661% desde que começaram a ser negociadas em bolsa a 85 dólares, em 2004. Os títulos do motor de busca avançam 2,94% para os 644,27 dólares.

Mais lidas
Outras Notícias