Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acusações de perdões de dívidas não intimidam Filipe Pinhal

Filipe Pinhal sublinhou hoje, na conferência de imprensa para anunciar a saída de Jardim Gonçalves, que, apesar das acusações de perdões de dívidas afectarem a vida do banco, não o intimidam.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Filipe Pinhal sublinhou hoje, na conferência de imprensa para anunciar a saída de Jardim Gonçalves, que, apesar das acusações de perdões de dívidas afectarem a vida do banco, não o intimidam.

"Naturalmente que afectam a vida do banco e a imagem do banco mas não me intimidam nem me condicionam", afirmou o mesmo responsável.

Filipe Pinhal disse ainda que "enquanto os processos não estiverem conclui Idos o que eu tiver a dizer digo-o às entidades reguladoras [CMVM e Banco de Portugal]

O Banco de Portugal e a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários pediram há cerca de um mês esclarecimentos à administração do Banco Comercial Português sobre os alegados perdões de dívidas do banco. O regulador do mercado de capitais quer saber se há informações que o banco não prestou ao mercado e o supervisor bancário se o BCP violou a lei ao emprestar dinheiro ao filho de Jardim Gonçalves.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários pediu explicações à administração do BCP sobre o alegado perdão de dívida que a instituição concedeu a empresas de José Goes Ferreira, que controla 2,165% do capital do banco. O regulador quer saber se há informações que deveriam ter sido prestadas ao mercado pelo banco.

Outras Notícias