Empresas Adeus Jumbo. Auchan vai ser marca única

Adeus Jumbo. Auchan vai ser marca única

O grupo Auchan vai uniformizar a presença em Portugal, acabando com a marca de supermercados Jumbo. A mudança tem lugar em 2019 e faz parte de um plano de investimento de 90 milhões de euros.
Adeus Jumbo. Auchan vai ser marca única
Luís Manuel Neves/Cofina
Wilson Ledo 05 de abril de 2018 às 10:24

Ir ao Jumbo deixará de ser uma realidade em 2019. O grupo de retalho decidiu uniformizar a sua presença em Portugal através da marca Auchan.


Recentemente, o grupo de origem francesa já tinha dado um passo nesse sentido, com a abertura de um conceito de proximidade, o myAuchan.

 

"A marca Auchan é uma marca mundial, que se adapta ao que temos vindo a fazer; uma marca mais jovem, mais adaptada ao nosso perfil e àquilo que queremos construir", considerou Pedro Cid, director-geral em Portugal.


O desaparecimento das marcas Jumbo e Pão de Açúcar faz parte de um plano de investimento de 90 milhões de euros para os próximos dois anos.

 

Desse total, 40 milhões destinam-se à abertura de lojas. Com o conceito myAuchan, serão 25 a 30 novos espaços por ano, criando cerca de 450 postos de trabalho, tendo um rácio médio de 15 trabalhadores por loja.

 

"Vamos abrir lojas de proximidade perto de sítios onde já estejamos implementados", informou Pedro Cid, que destacou a vontade de levar este conceito para o Porto.

 

Existem outros 40 a 50 milhões de euros para a adaptação da marca Auchan aos novos tempos, incluindo a realidade do comércio electrónico. Nesta rúbrica, contam-se ainda os cerca de cinco milhões de euros para proceder à mudança da marca Jumbo para Auchan.


Na prática, serão 33 das 42 lojas que o grupo tem em Portugal a assistir a esta alteração. As outras nove lojas já estão a funcionar com a designação myAuchan.


Em Setembro passado, o grupo francês já tinha admitido esta uniformização das marcas em todos os mercados onde está presente, com a designação Auchan. 

 

Mercadona? "É uma grande empresa"

A mudança de marca de Jumbo para Auchan chega em 2019, ano em que entra em Portugal a espanhola Mercadona.


Pedro Cid descarta que estas alterações na Auchan sejam uma resposta directa à chegada de um novo rival, fazendo antes parte de um plano traçado para quatro anos. "É uma grande empresa, um formato muito próprio, muito espanhol", reconheceu ao Negócios.


A Auchan diz querer continuar a investir em produtos portugueses para os seus espaços. Actualmente, os produtos com códigos de barras começados por 560, comprados em Portugal, pesam 88% do total. "Tudo o que puder comprar em Portugal, não vou comprar a outro país", afirmou.


O grupo francês Auchan comprou a Pão de Açúcar em 1996. Em Portugal, conta com 8.300 colaboradores.

 

(Notícia actualizada às 12:16 com mais informação)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
pertinaz Há 2 semanas

ADEUS