Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Administração da PT já não vai pronunciar-se sobre nova oferta da Telefónica

A administração da Portugal Telecom já não terá tempo para se reunir antes da Assembleia Geral de hoje, donde os accionistas não saberão se a equipa de Granadeiro e de Zeinal entendem que este já é ou não um valor justo.

Negócios negocios@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 00:43
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...
A administração da Portugal Telecom já não terá tempo para se reunir antes da Assembleia Geral de hoje, donde os accionistas não saberão se a equipa de Granadeiro e de Zeinal entendem que este já é ou não um valor justo.

A nova proposta de 7,15 mil milhões de euros foi apresentada na noite de terça-feira, a menos de 12 horas da Assembleia Geral da PT.

Nas duas ofertas anteriores, a primeira de 5,7 mil milhões de euros e a segunda de 6,5 mil milhões de euros, a administração da Portugal Telecom reuniu-se e deliberou.

A primeira proposta, de 5,7 mil milhões de euros, foi rejeitada pela administração. A segunda proposta, de 6,5 mil milhões de euros, foi levada a Assembleia Geral, mas com a administração a considerar que o valor não reflectia o interesse estratégico da Vivo, acabando por deixar claro que recomendava os accionistas a votar contra a proposta. Nesta terceira proposta, de 7,15 mil milhões, a administração já não dará o seu parecer. Os accionistas votarão em Assembleia Geral sem essa recomendação.
Ver comentários
Outras Notícias