Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aeroporto fantasma vendido em Espanha por 56,2 milhões de euros

O aeroporto de Ciudad Real foi vendido à empresa CR International Airport que, segundo o juiz responsável pelo processo, tem um "projecto sério" que deverá gerar um número "importante" de postos de trabalho.

Bruno Simão/Negócios
Negócios 15 de Abril de 2016 às 19:07
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

O aeroporto espanhol de Ciudad Real, que chegou a ser conhecido como elefante branco ou aeroporto fantasma pela ausência de tráfego aéreo, foi vendido esta sexta-feira, 15 de Abril, à empresa CR International Airport por 56,2 milhões de euros.

Em menos de um ano é a segunda vez que a infra-estrutura, que custou mais de mil milhões de euros a desenvolver, é vendida. Em Julho do ano passado o aeroporto tinha sido alienado aos chineses da Tzaneen International por 10 mil euros, mas a transacção foi anulada pelas instâncias judiciais no início deste ano. 

A decisão, comunicada esta sexta-feira, 15 de Abril, pelo juiz Carmelo Ordóñez, põe fim a um processo de venda que se prolongava há vários anos. O aeroporto, apesar de ser uma obra privada, foi financiado pela instituição financeira pública Caja Castilla La Mancha, que foi intervencionada pelo Banco de Espanha e implicou um resgate com dinheiros públicos.


Na fase final do processo restavam cinco candidatos na corrida pelo aeroporto - incluindo a N.Space, a Global 3 Aéreo, o Grupo Orden 12 e a  Richard Taffin - mas, segundo o juiz, a CR International Airport foi a única empresa que apresentou as garantias necessárias.


Segundo o juiz, citado pelos meios de comunicação espanhóis, a empresa apresentou um "projecto sério" que deverá gerar um número "importante" de postos de trabalho.

Ver comentários
Saber mais CR International Airport Carmelo Ordóñez economia negócios e finanças transportes aviação
Outras Notícias