Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ahold consegue linhas de crédito de 1,5 mil milhões

A Royal Ahold, retalhista holandesa que detém 49% da Jerónimo Martins Retalho, comunicou hoje a obtenção de duas novas linhas de crédito, sendo uma no valor de 300 milhões de euros e a outra de 1,167 mil milhões de euros.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 18 de Dezembro de 2003 às 13:01
  • Partilhar artigo
  • ...

A Royal Ahold, retalhista holandesa que detém 49% da Jerónimo Martins Retalho, comunicou hoje a obtenção de duas novas linhas de crédito, sendo uma no valor de 300 milhões de euros e a outra de 1,167 mil milhões de euros.

Neste contexto, uma das condições impostas pelos bancos é que os accionistas não recebam dividendos nos próximos três anos. Ainda assim, a empresa pretende obter 2,5 mil milhões de euros adicionais através de desinvestimentos destinados a aliviar a sua dívida, que supera os 10,87 mil milhões de euros.

A Ahold disse que também completou uma venda de três mil milhões de euros em acções para reduzir a sua dívida.

O presidente executivo da Ahold, Anders Moberg, contratado em Maio, disse à «Reuters» ser crucial aumentar as receitas e que tem objectivos ambiciosos para aumentar a margem de lucros da empresa desde 2005.

Anders Moberg está a vender activos para reduzir o pagamento de juros nos 10,8 mil milhões de euros de dívida. Para além disso, está também a reduzir os preços nos produtos que vão desde cerveja a fraldas, para reavivar a procura, uma vez que os compradores se "viraram" para os descontos de cadeias como a Wal Mart Stores nos Estados Unidos, onde a Ahold detém a Stop& Shop e os supermercados «Giant».

Outras Notícias