Empresas AICEP: o grande problema do produto português é o desconhecimento

AICEP: o grande problema do produto português é o desconhecimento

O director do AICEP em Haia, na Holanda, considera que é necessário dar a conhecer os produtos portugueses, que são ainda desconhecidos. A crise pode ser uma oportunidade.
AICEP: o grande problema do produto português é o desconhecimento
Pedro Elias
Vera Ramalhete 06 de abril de 2016 às 13:41

Portugal tem bons produtos, com boa qualidade e preço, diz Miguel Porfírio. O problema é o desconhecimento, considera o director da AICEP em Haia. Nesse sentido, a crise pode ter sido uma oportunidade, permitindo colocar o país no radar internacional.

"O produto português é bom, o grande problema não é qualidade e o preço, é o desconhecimento", disse Miguel Porfírio, na conferência Portugal Global, em Santarém. Por isso, "a crise em Portugal de um certo modo foi o que melhor nos aconteceu últimos anos", considerou o presidente da AICEP, em Haia, na Holanda. Portugal "saiu do anonimato" e "todos reconhecem os esforços que Portugal fez para sair da crise", destacou.

Nesse sentido, uma das vantagens para os portugueses entrarem no mercado holandês é a sua fiabilidade. "Os portugueses são de confiança", diz Porfírio. Outra vantagem que pode ser capitalizada pelas empresas é a crise na China, que já não é tão competitiva e está a levar os holandeses a pesquisar outros mercados.

O azeite, o vinho e a carne são três produtos em que Portugal tem uma quota baixa de mercado e que poderia explorar – apesar de ter que enfrentar a concorrência de países como Espanha e Itália que já estão fortemente instalados. A predilecção dos holandeses por produtos saudáveis representa uma oportunidade para os produtos portugueses, considera o director da AICEP em Haia.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI