Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alibaba investe mais de mil milhões de euros em serviço de entrega de comida

A Alibaba, plataforma de comércio electrónico, investiu 1,1 mil milhões de euros no serviço de entrega de comida Ele.me. O objectivo com a operação é acelerar a presença no mercado de serviços locais.

O fundador da Alibaba, Jack Ma, durante uma entrevista no 'floor' da bolsa de Nova Iorque, durante aquele que fio o maior IPO de sempre de Wall Street.
Bloomberg
  • Partilhar artigo
  • ...

A Alibaba, a plataforma de comércio electrónico fundada por Jack Ma (na foto), investiu um total de 1,25 mil milhões de dólares – em torno de 1,1 mil milhões de euros – no serviço chinês de entrega de comida Ele.me. A notícia foi publicada na página Alizila, que publica informações relativas ao grupo Alibaba, e posteriormente pela TechCrunch.

A Alibaba investiu 900 milhões de dólares (mais de 797 milhões de euros) e a sua filiada Ant Financial investiu 350 milhões de dólares (mais de 310 milhões de euros) na Ele.me, uma empresa fundada em 2009, de acordo com a informação divulgada pela mesma fonte.

Esta empresa é uma das principais de entrega de comida na China, tendo cerca de um terço da quota de mercado. Há milhões de consumidores na China, de acordo com a informação disponibilizada pela Alizila, que estão a descarregar aplicações móveis de procura, encomenda e pagamento de bens.

Com o investimento neste serviço de entrega de comida, o gigante do comércio electrónico fundado por Ma quer acelerar o seu impulso no crescente mercado de serviços locais, que "está a tornar possível para milhões de consumidores usar os seus 'smartphones' para encontrarem e pagarem de forma digital as coisas de que precisam na sua vida quotidiana".

A Ele.me vai continuar a operar como uma empresa independente da Alibaba. Porém, Joseph Tsai, vice-chairman da Alibaba, vai integrar o conselho de administração da Ele.me.

Alibaba investiu mais de 880 milhões de euros na Lazada

Este investimento na Ele.me foi o segundo realizado na semana passada pelo gigante chinês. No passado dia 12, a empresa de Jack Ma investiu mil milhões de dólares – mais de 880 milhões de euros – na empresa Lazada, uma plataforma de compras online do sudeste asiático. Com esta operação, segundo escreve a TechCrunch, a Alibaba fica como o accionista que tem uma posição de controlo na empresa.

Alibaba supera Walmart e já é a maior retalhista do mundo

A Alibaba tornou-se na maior retalhista do mundo. A gigante chinesa comunicou, no início de Abril, ao regulador norte-americano que superou a Walmart no exercício fiscal que terminou no final de Março, com a empresa a garantir que registou o maior volume bruto de vendas no período.

A empresa, que tem vindo a registar um forte crescimento das suas vendas a nível global, adiantou num comunicado enviado à Securities and Exchange Comission (regulador do mercado norte-americano) que superou os 482,1 mil milhões de dólares (cerca de 423,5 mil milhões de euros) reportados pela Walmart no ano fiscal terminado a 31 de Janeiro.

Ver comentários
Saber mais Jack Ma grupo Alibaba Alibaba China Lazada Ele.me plataforma de comércio electrónico comida casa
Outras Notícias