Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Almeida Henriques: "É pena que o novo quadro comunitário não dê enfoque maior na estratégia do território"

Almeida Henriques, ex-secretário de Estado da Economia e actualmente presidente da câmara de Viseu, realçou a necessidade de o novo quadro comunitário de apoio dar mais atenção às cidades e à dinâmica territorial. E acabou por dizer ter achado estranho que Carlos Moedas, agora comissário europeu mas que foi seu colega no Governo, não ter falado no seu discurso sobre território.

Bruno Simão/Negócios
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 20 de Novembro de 2014 às 17:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

"É pena que o novo quadro comunitário de apoio não dê enfoque maior a esta estratégica [dinâmica do território]", declarou António Almeida Henriques, ex-secretário de Estado da Economia e actual presidente da Câmara de Viseu.

 

O autarca reclama com as opções deixadas em aberto nesses apoios, admitindo recorrer em alguns casos ao Portugal  2020. Ainda assim, apesar de estar lá a opção cidades, Almeida Henriques lamenta que "não apareça conceitos que permitam à câmara dar o salto que temos de dar" ao nível da mobilidade, eficiência energética. "Falta um pouco esta visão integrada". 

 

Rui Moreira não se alongou nesta temática, mas lembrou a frase já anteriormente dita de que "continuamos à espera" do quadro comunitário. Rui Moreira tem criticado os fundos. 

 

Também por isso Almeida Henriques considerou estranho Carlos Moedas não ter falado do território na sua intervenção. "O território não foi abordado na intervenção", "por lapso com certeza".

Ver comentários
Saber mais António Almeida Henriques
Mais lidas
Outras Notícias