Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ANF diversifica participações para investigação e tecnologia

Diversificação é a palavra de ordem. A Associação Nacional das Farmácias (ANF) tem uma estrutura de participações cada vez mais ampla, cujo crescimento tem privilegiado ao mesmo tempo investimentos em empresas com grandes facturações e em sociedades em fa

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 22 de Abril de 2008 às 00:20

Diversificação é a palavra de ordem. A Associação Nacional das Farmácias (ANF) tem uma estrutura de participações cada vez mais ampla, cujo crescimento tem privilegiado ao mesmo tempo investimentos em empresas com grandes facturações e em sociedades em fase de arranque na área da biotecnologia.

A ANF, que junta cerca de 2.700 farmácias, poderá assim minimizar os efeitos negativos da política de saúde dos últimos anos. Os cortes administrativos nos preços dos medicamentos têm limitado o crescimento da facturação das farmácias, que ronda um milhão de euros por estabelecimento, em média.

Além disso, a liberalização da propriedade das farmácias a não farmacêuticos (num limite de quatro unidades por proprietário) poderá pôr em causa o controlo que a ANF hoje exerce neste sector. O presidente da associação, João Cordeiro, já assumiu o receio, dizendo que liberalizar significará "a transferência directa ou indirecta, para o exterior, sem qualquer contrapartida para o País, dos centros de decisão no mercado da distribuição de medicamentos".

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio