Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Costa espera poder em junho retirar limites à capacidade dos restaurantes

O primeiro-ministro realçou não ver razão para adiar ou retirar medidas de desconfinamento. As lojas de até 400 metros quatrados vão abrir segunda-feira

A carregar o vídeo ...
Negócios 15 de Maio de 2020 às 18:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
O Governo anunciou hoje o avanço na estratégia de desconfinamento. Segundo revelou António Costa, na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros desta sexta-feira, "segunda-feira será dado um novo passo no que diz respeito à atividade comercial". O primeiro-ministro considera que "não há razão para adiar ou retroceder nas medidas de desconfinamento".

E assim, depois de terem sido reabertas as pequenas lojas até 200 metros quadrados, as livrarias e os cabeleireiros, o Governo autoriza, agora, a abertura de lojas até 400 metros quadrados, e daquelas que tenham uma área superior, mas que limitem a circulação a 400 metros quadrados. Poderão reabrir ainda as lojas que tenham um espaço maior, desde que autorizadas pelos repetivos presidentes de câmara.

O primeiro-ministro anunciou ainda uma novidade para os restaurantes. A restauração sabe que poderá reabrir na próxima segunda-feira, e que não poderá ultrapassar uma lotação de 50%. António Costa revelou que é intenção do Governo reverter essa limitação já no início de junho, desde que seja possível manter o distanciamento físico no interior dos estabelecimentos. 

Costa destacou que o regresso à atividade da restauração é outro passo "muito importante" na estratégia de desconfinamento, e admitiu que a limitação prevista é "fortemente restritiva". Assim, o Governo espera que nos próximos 15 dias "se criem condições para que no início de junho possamos dar passo em frente retirando essa limitação".

A reabertura do próximo dia 18 abrange restaurantes, cafés, casas de chá, pastelarias e esplanadas. Os espaços terão de cumprir as regras definidas no protocolo assinado entre a DGS e a AHRESP. Além da capacidade limitada a 50%, os restaurantes terão a obrigação de encerrar até às 23h00. 

O comunicado do Conselho de Ministros esclareceu ainda aquele que era uma dúvida do setor, nomeadamente sobre a reabertura dos restaurantes dos centros comerciais. A nota refere que "permanecem encerradas as áreas de consumo de comidas e bebidas (food-courts) dos centros comerciais". 

Também esta sexta-feira, o Governo esclareceu que a 18 de maio poderão reabrir também ao público em geral os serviços de restauração e bebidas dos estabelecimentos turísticos e de alojamento local. Até agora, estes serviços estavam limitados aos seus hóspedes. Terão de ser respeitadas as medidas aprovadas para os restaurantes e similares.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias